Destaque

Sinfra passa a aferir temperatura de servidores como prevenção ao coronavírus

Assim como os servidores, eventuais visitantes também terão que passar pelo procedimento   A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) passa a aferir temperatura corporal de todos os servidores a partir desta quarta-feira (13.05). A medida é uma ação preventiva, com a finalidade de conter a proliferação do novo coronavírus em Mato Grosso, …

Assim como os servidores, eventuais visitantes também terão que passar pelo procedimento

 

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) passa a aferir temperatura corporal de todos os servidores a partir desta quarta-feira (13.05). A medida é uma ação preventiva, com a finalidade de conter a proliferação do novo coronavírus em Mato Grosso, uma vez que a infecção pelo vírus apresenta, entre outros sintomas, a febre alta.

Por isso, antes de ter acesso ao interior da secretaria, o servidor tem a aferição da temperatura do corpo realizada. Caso a temperatura esteja normal, o servidor é liberado para o trabalho. Se for verificada alguma anormalidade, é feito o encaminhamento para uma avaliação adequada.

Assim como os servidores, eventuais visitantes também terão que passar pelo procedimento.  Como o atendimento presencial ao público está suspenso, as visitas são realizadas somente em situações que não possam ser resolvidas por meio digitais, mediante agendamento via e-mail, telefone ou WhatsApp. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas na secretaria.

Além de aferir a temperatura, tanto os servidores, como eventuais visitantes, devem obrigatoriamente utilizar máscara facial ao adentrar no prédio da Sinfra, bem como higienizar as mãos com álcool em gel, que está à disposição na entrada, para garantir a segurança de todos que circularem na secretaria.

Outras medidas preventivas são a disponibilização de álcool em gel também nas recepções de cada andar e salas, a realização da alternância de turnos para assegurar o distanciamento necessário no ambiente de trabalho e, em relação aos servidores que pertencem a algum grupo de risco, permitir que eles mantenham o regime de teletrabalho.

Em Mato Grosso existem 604 casos do coronavírus confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), sendo 20 óbitos registrados em decorrência da doença, conforme notificação da última terça-feira (12.05).

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados