Destaque Geral

Sexta-feira Santa tem celebração a tipica devido a pandemia

As celebrações católicas foram suspensos e os fiéis e seus líderes terão “comunhão” apenas on line. Já os evangélicos seguem a programação de cada igreja.      A Sexta Feira da Paixão, é um desafio para religiosos, em mais um ano de pandemia, causada pela Covid-19. A data relembra a crucificação de Jesus Cristo e sua …

As celebrações católicas foram suspensos e os fiéis e seus líderes terão “comunhão” apenas on line. Já os evangélicos seguem a programação de cada igreja. 

 

 

A Sexta Feira da Paixão, é um desafio para religiosos, em mais um ano de pandemia, causada pela Covid-19. A data relembra a crucificação de Jesus Cristo e sua morte no calvário.

Nesta época, católicos e evangélicos têm por costume a realização de missas e cultos em celebração pela morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Para a Igreja Católica, neste ano, seguindo às determinações do Vaticano, as liturgias nas igrejas estão suspensas. A tradicional cerimônia de lava-pés, por exemplo, que deveria ser realizada nesta quinta-feira Santa para representar o momento em que Jesus lavou os pés de seus discípulos, não aconteceu. A Missa Crismal ocorreu online.

Até a tradicional “Procissão do Senhor Morto”, que revivem a morte de Jesus em uma celebração que é realizada em memória do da morte de Cristo, foi cancelada

As missas serão transmitidas pela internet. Para viver esse momento, a Igreja preparou algumas orientações para ajudar as famílias na celebração, que deve ser feita em casa.

Nesta sexta-feira, a recomendação é para que os fiéis preparem um ambiente em sua casa “simples e sóbrio”. Com uma cruz, uma vela, se possível, colocar um pano vermelho e a bíblia aberta no Evangelho de João capítulo 18, que deve ser lido por uma ou mais pessoas. Rezas e cantos devem fazer parte da celebração. Às 15h, a família deve ser reunir para celebrar a Paixão do Senhor.

Já os evangélicos, ao contrário do que ocorre entre os católicos, a Sexta-Feira da Paixão, na maioria das igrejas, não altera a programação e não é estabelecido um cronograma específico para a Semana Santa. Geralmente, os cultos ocorrem nos horários de costume.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados