Destaque Judiciário

Quatro são presos durante operação contra garimpos ilegais; multas ultrapassam R$ 1 milhão

Foram conduzidas à delegacia nove pessoas, entre homens e mulheres. De materiais apreendidos estão três retroescavadeiras, um trator de esteira, uma balsa de garimpo, duas pistolas calibre 380, uma espingarda calibre 20, entre outros.     O trabalho integrado entre policiais do Batalhão de Proteção Ambiental, agentes do Ministério Público Estadual e da Marinha do …

Foram conduzidas à delegacia nove pessoas, entre homens e mulheres. De materiais apreendidos estão três retroescavadeiras, um trator de esteira, uma balsa de garimpo, duas pistolas calibre 380, uma espingarda calibre 20, entre outros.

 

 

O trabalho integrado entre policiais do Batalhão de Proteção Ambiental, agentes do Ministério Público Estadual e da Marinha do Brasil identificou garimpos irregulares agindo em Peixoto de Azevedo (a 691 km de Cuiabá). A operação de fiscalização que está em andamento segue ao longo da semana e já gerou até o momento R$ 1.152.131,00 em multas e diversas apreensões.

Foram conduzidas à delegacia nove pessoas, entre homens e mulheres. Durante a ação foram apreendidos três retroescavadeiras, um trator de esteira, uma balsa de garimpo, duas pistolas calibre 380, uma espingarda calibre 20, um revólver calibre 38, três motores de dragas, sendo um quarto motor foi destruído.

Durante patrulhamento fluvial pelo Rio Peixoto, no Distrito de União do Norte, a equipe encontrou uma balsa ancorada no leito do rio em pleno funcionamento. A bordo, estavam quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, além de um homem submerso realizando a prospecção do minério de ouro.

A todos foi explicado o motivo da fiscalização e solicitados a documentação da embarcação, autorização da atividade exercida e o responsável. Eles responderam que seriam funcionários e conheciam o dono por meio de apelido. Não tinham conhecimento de qualquer documentação ou licença que autorizasse a atividade.

Devido à irregularidade, eles receberam ordem para pararem com os serviços e a embarcação foi apreendida. Já no Batalhão da PM, a esposa do proprietário do barco, disse por telefone que o marido iria se apresentar, mas isso não ocorreu até o registro da ocorrência.

Na ação foram emitidos auto de inspeção e apreensão, e a embarcação ficou sob a responsabilidade da Secretaria de Obras de Peixoto de Azevedo, conforme termo de depósito.

Na segunda ocorrência, ainda no distrito de União do Norte, a denúncia apontava um garimpo ilegal sem qualquer autorização do órgão ambiental competente, em pleno funcionamento.

No patrulhamento terrestre, os agentes encontraram uma retroescavadeira em atividade e solicitaram ao maquinista que parasse com os trabalhos.

Durante o procedimento, um homem se identificou como o dono da área e responsável pelo garimpo e pelas duas dragas. Questionado se teria autorização para realizar a lavra do ouro, o homem respondeu que não e que nem sequer havia feito o requerimento junto ao órgão competente.

Os policiais realizaram buscas no seu carro e encontraram uma pistola calibre 380, com quatro munições e um carregador. Devido o crime ambiental e o porte ilegal de arma de fogo, ele foi conduzido à delegacia.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados