Destaque

Proposta de “feriadão” antecipado é rejeitado pelos deputados na ALMT

A proposta do governador era antecipar os feriados de Corpus Christi, Consciência Negra, Dia Mundial do Trabalho e aniversários dos municípios de Mato Grosso, que se somam à Semana Santa.      A  Assembleia Legislativa de Mato Grosso rejeitou o projeto de lei encaminhado pelo governador Mauro Mendes (DEM), que pediu a antecipação de 10 dias …

A proposta do governador era antecipar os feriados de Corpus Christi, Consciência Negra, Dia Mundial do Trabalho e aniversários dos municípios de Mato Grosso, que se somam à Semana Santa. 

 

 

A  Assembleia Legislativa de Mato Grosso rejeitou o projeto de lei encaminhado pelo governador Mauro Mendes (DEM), que pediu a antecipação de 10 dias corridos de feriados, com início nesta sexta-feira (26.03) e que seguiria até o dia 4 de abril. Apenas o deputado Lúdio Cabral (PT), que também é médico, votou a favor do projeto.

“Não estou entendendo o que está acontecendo aqui. O governador se reuniu ontem com a base dele e só o deputado da oposição irá votar a favor?”, surpreendeu o Deputado Ludio Cabral.

Os membros da Comissão de Saúde da Assembleia, Carlos Avallone (PSDB), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB) e Sebastião Rezende (PSC) foram contrários à proposta. Rezende explicou que a antecipação de feriados poderia causar ainda mais aglomerações no Estado e enfraqueceria a economia.

“Entendemos que hoje, da forma como está estabelecido, a antecipação vai criar mais problemas e mais dificuldades para o Estado no que concerne à saúde e vai trazer prejuízos grandiosos para os micros, pequenos e médios empresários. Para garantir o emprego, o meu voto é contra”.

Vice-líder do Governo, o deputado Wilson Santos (PSDB) disse que é contrário à proposta do Governo mas reconheceu que o Estado de Mato Grosso está em colapso da saúde e pediu a criação de uma nova proposta para tentar conter o avanço da pandemia.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados