Destaque

Primeiros sete profissionais da saúde cuiabanos são vacinados contra a Covid-19

Ao longo desta quarta-feira (20), cerca de 100 trabalhadores que atuam em hospitais públicos e privados serão vacinados     Após quase um ano de pandemia da Covid-19 em Cuiabá, foram vacinadas, na manhã desta quarta-feira (20), as primeiras sete pessoas na campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, trazendo esperança de superação …

Ao longo desta quarta-feira (20), cerca de 100 trabalhadores que atuam em hospitais públicos e privados serão vacinados

 

 

Após quase um ano de pandemia da Covid-19 em Cuiabá, foram vacinadas, na manhã desta quarta-feira (20), as primeiras sete pessoas na campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, trazendo esperança de superação deste momento difícil pelo qual passa toda a humanidade.

Receberam a primeira dose da CoronaVac os trabalhadores da saúde: João Acassio de Moraes, 47 anos, maqueiro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid do Hospital São Benedito; Cervantes Caporossi, médico do Hospital Santa Rosa, com 42 anos de experiência em UTI e centro cirúrgico; José Augusto Curvo (Tampinha), 71 anos, médico há 47 anos; Maíra Sandes, médica plantonista do Hospital São Benedito; Dercilio de Souza Ferreira, 49 anos, enfermeiro do Hospital Referência à Covid-19, atuando há 26 anos em pronto atendimento, emergência e UTI; Jakelyne Thayane de Arruda Soares, 28 anos, assistente social no Hospital São Benedito, onde atua com a Visita Virtual aos pacientes internados com Covid-19 e Thuany Meira Girando, 29 anos, enfermeira e coordenadora de enfermagem da UTI do Hospital São Benedito.

Durante o evento de início da campanha de vacinação, o prefeito Emanuel Pinheiro exaltou a abnegação desses profissionais, que se dedicam a salvar vidas. “Homenageio os servidores públicos da Capital em nome dos valorosos guerreiros e guerreiras profissionais da saúde da Capital do estado de Mato Grosso. Quero parabenizar por todo esse comprometimento e por todo esse amor de servir ao público e de se dedicar, num momento tão difícil da humanidade, para que Cuiabá saia à frente e continue sendo uma capital referência no enfrentamento do combate a covid-19”, discursou.

Emanuel destacou ainda que este dia marca o mais importante, simbólico e emblemático momento da campanha” e agradeceu o empenho da equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). “Em nome da secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix, da coordenadora do plano municipal de vacinação, Valéria de Oliveira e da supervisora deste plano, Flávia Guimarães, quero parabenizar o trabalho fora de série, diuturno, detalhado, responsável, aplicado e precavido na saúde e na vida de todos os cuiabanos e cuiabanos dessa minha equipe que eu tenho orgulho de liderar como prefeito da capital do Estado de mato Grosso”, enfatizou.

O prefeito informou que, por enquanto, por conta do reduzido número de doses enviadas, serão vacinados apenas trabalhadores da saúde que estão na linha de frente do combate à covid-19. Ao longo desta quarta-feira (20), cerca de 100 trabalhadores da linha de frente da covid-19, que atuam em hospitais públicos e privados, serão vacinados.

Primeiro a ser vacinado em Cuiabá, o maqueiro João Acassio comemorou o fato de ter sido vacinado e relembrou o momento de horror que viveu ao longo de meses socorrendo pacientes com Covid-19. “É desesperador porque você vê as pessoas buscando o ar e já inseguras, falando que estão com medo de não voltar para casa em função de terem contraído a doença. É muito desesperador, a gente viveu um ano de grande aflição em 2020”.

O trabalhador da saúde ainda orientou à população que procure se vacinar, quando chegar seu momento na lista de grupos prioritários. “Sei que por ser algo novo, algumas pessoas estão preocupadas e ficam um pouco inseguras na questão de receber essas doses. Mas o que posso dizer como profissional da área da saúde, é que elas precisam sim se imunizar, que possam rever a maneira de se comportar diante de um vírus tão perigoso como esse. Não esperem que essa tragédia chegue às casas delas, nas famílias delas”, alertou.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados