Destaque Economia

Primeira-dama repassa arrecadação de alimentos da campanha Natal Sem Fome 

Desde 2017, as três edições da campanha reuniram mais de 800 mil kg de alimentos e, em torno, de 52 mil cestas.  A primeira-dama Márcia Pinheiro entregou a arrecadação de alimentos da 3ª edição da campanha, nesta quarta-feira (18), em cerimônia realizada no auditório da Prefeitura de Cuiabá. O terceiro ano reuniu em torno de …

Desde 2017, as três edições da campanha reuniram mais de 800 mil kg de alimentos e, em torno, de 52 mil cestas. 

A primeira-dama Márcia Pinheiro entregou a arrecadação de alimentos da 3ª edição da campanha, nesta quarta-feira (18), em cerimônia realizada no auditório da Prefeitura de Cuiabá. O terceiro ano reuniu em torno de 12 mil cestas, equivalente a mais de 200 mil quilos, os quais são direcionados a famílias em vulnerabilidade social.

Durante a cerimônia simbólica de entrega à Casa de Conselho, instituição responsável pela distribuição das cestas, a primeira-dama destacou o novo momento em que Cuiabá atravessa com mais oportunidades e mudanças na área social.

“Hoje estamos entregando as cestas em quantidade menor em relação às outras edições porque a realidade de Cuiabá hoje é outra. Nossa meta é qualificar as pessoas para que as mesmas possam adquirir o seu próprio alimento e sejam cada vez menos dependentes do poder público. Ainda assim vamos destinar a arrecadação para aqueles casos extremos de pessoas realmente em vulnerabilidade social”, frisou.

O discurso foi em relação ao programa de capacitação profissional Qualifica 300, que tem atendido quase 5 mil pessoas e certificado à população para o mercado de trabalho, colocando Cuiabá entre as principais capitais na criação de emprego e entre as menores taxa de desemprego do país.

A campanha Natal Sem Fome atendeu apenas a necessidade levantada pelo Núcleo de Apoio à Primeira-dama, que foram de pouco mais de 9 mil cestas em três categorias: a Casa de Conselhos, os quais apresentam a demanda das mais de 120 entidades sociais; as Associações de Bairros, pedidos pontuais de famílias em vulnerabilidade social e os Centros de Referência em Assistência Social.

“O idoso hoje, sobretudo o carente, precisa muito dessas cestas. Nós temos a associação Menino Jesus, do Jardim Vitória, vai atender 116 famílias que estão cadastradas em nossa associação e que são atendidas ao longo do ano”, contou o presidente do Conselho do Idoso, Jerônimo Urei.

As três edições da campanha, juntas, reuniram mais de 800 mil kg de alimentos desde 2017 e, em torno, de 52 mil cestas. O novo formato utilizado este ano contou com o apoio do Fundo Solidário Social instituído, em junho, para financiar programas e atividades inerentes de grande relevância da área social, como tange a característica do Natal Sem Fome.

“O conselho deliberativo do fundo se reuniu e decidimos fazer apoio ao Natal Sem Fome e estimamos até 15 mil cestas. Porém, desejamos que esse número seja cada vez menor porque esperamos que as pessoas tenham melhor condição de vida e emprego”, disse o membro do Fundo Social Solidário, Ubirajara Perdomo.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados