Destaque

Primeira- dama entrega espaço inédito no Brasil voltado à vítimas de violência doméstica

O espaço de acolhimento é único no país presente dentro de um hospital público     A primeira-dama Márcia Pinheiro, com o apoio logístico da Secretaria Municipal da Mulher, da Prefeitura de Cuiabá, entregou primeiro espaço destinado ao acolhimento de vítimas de violência doméstica presente nas dependências de um hospital público. A inauguração aconteceu de …

O espaço de acolhimento é único no país presente dentro de um hospital público

 

 

A primeira-dama Márcia Pinheiro, com o apoio logístico da Secretaria Municipal da Mulher, da Prefeitura de Cuiabá, entregou primeiro espaço destinado ao acolhimento de vítimas de violência doméstica presente nas dependências de um hospital público. A inauguração aconteceu de forma online, nesta quinta-feira (16), no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), com a participação virtual da ativista feminina Maria da Penha.

O espaço foi um pedido da própria líder dos movimentos em defesa da mulher, feito em agosto passado, à primeira-dama durante o evento de comemoração dos 13 anos da Lei Maria da Penha. Na oportunidade, o desejo da ativista foi externado na intenção de contar com esse tipo de espaço dentro da maior obra de saúde pública da história de Mato Grosso, o HMC.

“É uma alegria muito grande ver pela primeira vez um centro de referência da mulher dentro de um hospital público. Em todas essas minhas viagens pelo Brasil, eu sempre questionei a importância dessa política pública dentro de um centro de saúde porque muitas vezes a violência aconteceu durante à noite e essa mulher, gravemente ferida, vai ser socorrida no postinho de saúde e, a partir desse apoio do centro de referência, ela tomará conhecimento e poderá sair dessa situação”, elencou Maria da Penha.

O espaço de acolhimento funcionará durante 24 horas e contará com equipe multidisciplinar, composta por 12 profissionais entre psicólogas, assistentes sociais e outros. A secretária da Mulher, Luciana Zamproni, explica que, mediante o funcionamento do espaço, a vítima de violência pode ir diretamente ao local. De lá, terá respaldo jurídico, psicológico e de todo assistencialismo social garantido pela prefeitura.

“A sala atenderá todas às mulheres que adentrarem no hospital, via emergencial ou irem diretamente para a sala de acolhimento. A equipe, além de atendimento de saúde e saúde mental, também atenderá a parte assistencial que será encaminhada a secretarias competentes. O espaço também consolida a gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro”, frisou a secretária Zamproni.

Segundo a primeira-dama Márcia Pinheiro, o espaço é mais uma política púbica do conjunto de ações que a atual administração promove desde 2017. Para ela, o município está em consonância com as entidades mato-grossenses que buscam melhor condições para mulheres e a promoção de trabalhos direcionado à igualdade de gênero, bem estar social, empoderamento, qualificação e o combate à violência doméstica e familiar.

“Esse espaço é inédito no Brasil assim como todas as ações que temos promovido, ao longo dos anos, que têm colocado Cuiabá como referência no que se diz respeito à políticas públicas para mulheres. Nossa capital atravessa um momento histórico para o movimento feminino e ações como essas só consolidam mais para a equidade que tanto procuramos, que tanto o poder público carece de ações que coloquem nós mulheres em igualdade”, disse.

Na prática, a vítima pode buscar apoio na unidade mesmo antes de registrar uma denúncia formal perante as instituições de Segurança Pública. O Espaço da Mulher conta com sala de acolhimento infantil, sala de aconchego, sala para atendimento médico, além de recepção e banheiros.

A solenidade teve a participação de diversas autoridades ligadas ao movimento feminino, além de membros especializado do juriciário nacional; o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho; e a secretária nacional da Mulher, Cristiane Brito, representando, na ocasião, a primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados