Destaque

Presidente da AMM cobra justiça pelo assassinato de ex-prefeito ocorrido há 9 anos

Ex-prefeito, Valdemir Antônio da Silva, de Novo Santo Antônio, município localizado a 1.063 quilômetros da capital na região do Araguaia, morto no dia 23 de julho de 2011.       O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, em nome dos atuais prefeitos de Mato Grosso, lamenta com tristeza e pesar, o fato de que …

Ex-prefeito, Valdemir Antônio da Silva, de Novo Santo Antônio, município localizado a 1.063 quilômetros da capital na região do Araguaia, morto no dia 23 de julho de 2011.

 

 

 

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, em nome dos atuais prefeitos de Mato Grosso, lamenta com tristeza e pesar, o fato de que até hoje o verdadeiro culpado ou culpados, não tenham sido condenados pelo assassinato do então prefeito, Valdemir Antônio da Silva, de Novo Santo Antônio, município localizado a 1.063 quilômetros da capital na região do Araguaia.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, lembra que nesta quinta-feira, dia 23 de julho, completa nove anos da morte do ex-prefeito. Fraga destaca o trabalho da gestão administrativa e a contribuição que o então prefeito deixou para o município de Novo Santo Antônio. “Continuamos acreditando no Poder Judiciário, que os assassinos não fiquem impunes, e para que isto não sirva de estímulos a outros, que optarem por ascender a vida pública. Pois muitos irão enfrentar situações adversas na área política”, alertou

O ex-prefeito Valdemir, tinha 54 anos de idade, era também conhecido por ‘Quatro Olho’. Ele foi morto no dia 23 de julho de 2011, dentro de sua própria casa, sem qualquer chance de defesa. O ex-prefeito havia chegado da zona rural e se preparava para ir com a família a uma festa na localidade de Barreira Amarela. Quando tocou a campainha, ao abrir a porta, foi interceptado por um homem, que fez os disparos e depois fugiu em uma moto. ‘Quatro Olho’ recebeu dois tiros á queima-roupa, na frente de seus filhos adolescentes.

Na época, as investigações levaram a concluir que a morte foi por motivação política. Valdemir era filiado ao PMDB e enfrentava uma dura oposição na cidade. A polícia trabalhou com a hipótese de crime por encomenda, diante de brigas políticas e do clima tenso que havia na região.

O presidente da AMM, lembrou ainda de outros gestores municipais que foram assassinados em Mato Grosso. O ex-prefeito de Nova Canaã do Norte, Antônio Luiz de Castro, foi morto a tiros em agosto de 2011. O vice-prefeito de Serra Nova Dourada, Joelson Pereira, foi morto em março de 2019. Por último o ex-prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes, foi assassinado em dezembro de 2019.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados