Geral Noticias

Prefeitura pede ajuda para localizar família de jovem acolhida no “Hotel Albergue”

CAROLINA MIRANDA

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, busca encontrar a família de uma jovem acolhida há pouco mais de uma semana no “Hotel Albergue”.

“Diná”, de 22 anos, como foi  identificada inicialmente, foi encontrada no dia 6 de julho, em situação de risco social, sem portar nenhum tipo de documento. Ela estava em um posto de combustível, localizado às margens da rodovia BR-364, na região do Distrito Industrial.

Reconhecendo que a jovem precisava de ajuda, populares procuraram pelos serviços ofertados pelo Centro de Referência de Assistência Especializado- Creas. Na sequência,  o primeiro atendimento foi prestado e a jovem encaminhada à  unidade de acolhimento.

“O caso da Diná é um tanto complicado pois, ela apresenta sinais nítidos de transtorno mental, não tendo condições de relatar sua trajetória de vida, os dados civis ou sequer o nome dos familiares, muito menos sua cidade de origem. O nosso primeiro passo é tentar contatar a família para conhecer os reais motivos para identificar que tipo de ajuda atenderá a pessoa”, disse a assistente social e responsável pelo acolhimento no “Hotel Albergue”, Marilândia Silva Nunes.

Marilândia conta que foi solicitado apoio à Politec, no entanto sem êxito, pois não foi possível coletar as digitais para identificá-la.

Atualmente, o “Hotel Albergue” abriga 87 pessoas em situação de rua, sendo a maioria das vagas ocupadas por homens. Já nas unidades de acolhimento estão com 112 pessoas abrigadas, sendo 39 no Albergue Manoel Miráglia, 45 no Albergue do Porto e 28 no Albergue da Guia. Cada unidade tem capacidade de atendimento de até 50 pessoas.

“Todos os dias ocorrem desligamentos voluntários devido à dificuldade de permanecer em isolamento social. O número muda de um dia para o outro conforme as ações de acolhimento e desligamento. É por isso que o trabalho é diário. A nossa equipe não tem medido esforços para acolher o maior número de pessoas”, destacou a coordenadora de Proteção Especial, Maggie Carolina.

Para aqueles que não aceitam o acolhimento, são distribuídas refeições todos os dias, em diferentes pontos da cidade como também no Aterro Sanitário. Além também de kits de higiene pessoal e cobertores em épocas de frio.

“Esse trabalho de sensibilização é permanente. É meta do nosso prefeito Emanuel Pinheiro e da nossa primeira-dama Márcia Pinheiro oferecer acolhimento para o maior número possível de pessoas em risco de vulnerabilidade social. Sabemos que muitos ainda são resistentes, mas com esse trabalho contínuo, aos poucos, vamos alcançando os resultados esperados”, finalizou Maggie.

Caso alguém reconheça a Diná ou conheça alguém próximo, pode entrar em contato com a Coordenadoria de Proteção Especial Social pelo telefone- (65)3645-6832.

O Hotel Albergue tem como idealizadora a primeira-dama Márcia Pinheiro e foi criado  no início do período de enfrentamento a pandemia do coronavírus para aumentar a capacidade de acolhimento em Cuiabá.

Fonte: Prefeitura Municipal de Cuiabá

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados