Geral Noticias Variedades

Prefeitura e IBGE alinham parceria para coleta de dados do Censo Demográfico 2022 em Cuiabá

Seguindo um cronograma nacional, o trabalho inicia-se em agosto e é finalizado em outubro deste ano

A Prefeitura de Cuiabá e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizaram na sexta-feira (25) a primeira reunião de planejamento e acompanhamento do Censo Demográfico 2022. O encontro teve como objetivo apresentar toda organização montada para o processo de coleta de dados que, seguindo um cronograma nacional, inicia-se em agosto e é finalizado em outubro deste ano.

Além disso, a reunião também foi um importante meio para que as duas instituições alinhem as medidas necessárias para o bom desenvolvimento dos trabalhos. Dessa forma, foram debatidos, por exemplo, a possibilidade de apoio da Prefeitura na logística de cobertura do território cuiabano, criação de postos de coleta, e divulgação por meio de mídias e distribuição de materiais informativos nas unidades educacionais do Município.

“Temos o maior apreço pelo grande trabalho que o IBGE sempre faz pelo nosso país. É um trabalho transparente e muito importante para melhoria na qualidade de vida da população. O censo não é apenas uma ferramenta que conta quantos habitantes há em uma cidade. Ele ajuda a conhecer as características de cada comunidade, servindo como base para a aplicação de políticas públicas”, destacou o vice-prefeito, José Roberto Stopa.

O Censo Demográfico 2022 será a maior ação de recenseamento já organizada no país. A previsão é de que, de agosto a outubro, mais de 215 milhões de habitantes, de aproximadamente 78 milhões de moradias sejam visitadas em todos os municípios brasileiros. A operação deve contar mais de 210 mil pessoas trabalhando nas áreas de coleta de dados, supervisão, apoio técnico-administrativo e apuração dos resultados.

As equipes do IBGE trabalham seguindo protocolos sanitários de segurança contra a Covid-19, com o uso de máscara, higienização das mãos e equipamentos com álcool em gel e distanciamento social. Os recenseadores estarão sempre uniformizados, com boné e colete azuis com a logomarca do IBGE. No colete, há também o crachá de identificação, contendo a foto e os números de matrícula e identidade do entrevistador.

“A gestão Emanuel Pinheiro está sempre à disposição para ajudar no que for preciso. Pedimos aos representantes do IBGE que nos oficialize todas as demandas que precisam do apoio da Prefeitura de Cuiabá. A partir do momento que estivermos com esse documento em mão, vamos ver como cada secretaria pode contribuir e fazer o possível para atender as necessidades”, explicou o secretário de Governo, Luis Claudio.

O CENSO

O Censo Demográfico produz informações atualizadas e precisas, que são fundamentais para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas e para a realização de investimentos, tanto do governo quanto da iniciativa privada. Além disso, uma sociedade que conhece a si mesma pode executar, com eficácia, ações imediatas e planejar com segurança o seu futuro.

Retratar o Brasil que está entrando numa nova década é um desafio para o IBGE. Qual é o tamanho da população brasileira? Em que condições vive? Como se distribui no Território Nacional? Qual é o nível de escolaridade de nossas crianças e jovens? Quais as condições de emprego e renda da população? Estas e muitas outras perguntas serão respondidas pelo Censo Demográfico que o IBGE realizará em 2022.

“Cuiabá é a capital do estado e é onde temos o maior volume de população, por isso merece uma atenção especial na operação censitária. Por isso, faço muita questão de participar dessa reunião e pedir o tradicional apoio da Prefeitura. Recentemente fizemos o teste no Distrito do Sucuri, onde tivemos a oportunidade de divulgar o que é o censo para uma pequena parte da população”, finalizou a chefe da unidade do IBGE em Mato Grosso, Millane Chaves.

Também participaram da primeira reunião de planejamento os secretários de Comunicação, Fausto Olini, de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo, e a secretária-adjunta de Educação, Débora Marques Vilar.

**Com informações da assessoria do IBGE

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados