Destaque Economia Noticias

Prefeito apresenta projeto do novo Mercado Municipal com três pavimentos e estacionamento rotativo

A previsão é de que até o fim de setembro as obras sejam iniciadas e a entrega acontece até o fim de 2023

 

Projetando Cuiabá para o futuro, o prefeito Emanuel Pinheiro apresentou na manhã desta sexta-feira (16), a revitalização do Mercado Miguel Sutil, mais conhecido como Mercado Municipal com três pavimentos e requalificação urbana nas regiões das praças Alencastro e Ipiranga, além de criação de estacionamentos rotativos com cerca de 3 mil vagas para toda região.

O projeto será realizado via parceria público-privada (PPP). A previsão é de que até o fim de setembro as obras sejam iniciadas e a entrega seja realizada no segundo semestre de  2023.

“Eu tenho que projetar Cuiabá para o futuro, fomentando o setor produtivo da nossa cidade e eu quero o apoio do setor, quero o setor opinando, discutindo, dando ideias para o futuro que sonhamos juntos, o futuro de daqui a pouco. A pandemia atrasou em oito meses, mas estamos entregando esse projeto hoje e vamos cumprir rigorosamente as datas. Dando tudo certo, no segundo semestre de 2023, nós vamos entregar outro Centro Histórico. Cuiabá será uma cidade inteligente, cada vez mais moderna, visionária. Se não sonhar e botar força e energia para concretizar, eles não se tornam realidade. E aqui quero destacar o trabalho do IPDU, porque tudo isso aqui estava desenhado lá, a nossa grande usina de ideias de planejamento urbano”, ressaltou o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

A apresentação aconteceu na sede da Associação Matogrossense dos Municípios (AMM), atendendo as medidas de biossegurança contra COVID-19, e contou com a presença de autoridades políticas e representantes da sociedade civil que fizeram questão de destacar a importância histórica e cultural do projeto.

“Eu tenho testemunhado a ação do chefe do Executivo de Cuiabá em três esferas de poder: Municipal, Estadual e Federal e vejo o tanto que trazer o diálogo e a sociedade civil para perto pode fazer dos sonhos uma realidade concreta. E isso tem uma virtude a mais quando o chefe carrega no seu modo de ser uma cultura. Ninguém pode negar o quanto Emanuel Pinheiro e Stopa são cuiabanos, não falo de sangue, mas de espírito, alma e coração. Uma obra como Mercado do Porto, como a modernização do Centro Histórico de Cuiabá não pode ser realizada se não por cuiabanos, que enxergam e valorizam os pormenores. Eu digo que Emanuel Pinheiro tem três filhos: Emanuelzinho, Elvis e Cuiabá, a menina dos seus olhos. Cuiabá será dividida entre antes e depois da gestão Emanuel Pinheiro. Pode gostar ou não, mas os marcos vão ficar para a história”, disse o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto.

O estudo técnico, jurídico, econômico e financeiro que apresenta a possibilidade da criação de uma parceria público-privada (PPP) para realização das obras, foi elaborado pela Promulti Engenharia, Infraestrutura e Meio Ambiente, habilitada em Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) aberto pela Prefeitura de Cuiabá em dezembro de 2019.

“Primeiro é uma alegria muito grande participar desse projeto em Cuiabá. Fizemos uma série de entrevistas para entender melhor o centro da cidade, com o apoio da CDL, dos técnicos da prefeitura para entregar esse projeto hoje. Quando fizemos perguntas diretas, todo mundo teve um sentimento sobre esse lugar. Então o que a gente está apresentando hoje é um projeto para dar segurança, inovação tecnológica, com ações concretas de mobilidade, assegurando aos usuários o conforto de estar no centro e ter onde parar o carro”, disse o responsável pelo projeto, representante da empresa Promulti, Arthur Oliveira.

De acordo com o estudo, o centro de Cuiabá possui 3 mil vagas de estacionamento em potencial para serem exploradas pela concessionária responsável pela construção e manutenção do Mercado Municipal. “A ideia é que você tenha receita para pagar a construção do mercado. A PPP pressupõe obra mais serviços. Não adianta fazer a obra e não manter, tem que ter a manutenção contínua. O concessionário futuro será responsável por isso. E para que ela faça tudo isso ele precisa de algumas receitas”, explicou o responsável pelo projeto, Arthur Oliveira.

Agora, o estudo será submetido a avaliação do Comitê Gestor do Programa PPP/Cuiabá, presidido pelo prefeito Emanuel Pinheiro e formado por profissionais das secretarias de Gestão e Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, além da Procuradoria Geral do Município (PGM).

“Prefeito, não se trata de mais um grande projeto, de uma grande obra, se trata de um resgate histórico, da nossa cultura, da nossa raiz e o senhor gosta muito de parafrasear Alves de Oliveira, jornalista e ex-vereador, dizendo que ‘a cidade vive dos que vivem nela’, e somente alguém que tem muito zelo e amor pela cidade faz um projeto como este. Só tenho que parabeniza-lo e em nome da Câmara e do vereadores, me coloco à disposição para ajudar a entregar esse projeto o mais rápido possível”, disse o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Juca do Guaraná Filho.

O evento contou com a presença do vice-prefeito José Roberto Stopa, do secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, dos deputados estaduais Paulo Araújo e Eduardo Botelho, do vereador por Cuiabá Mario Nadaf e dos vereadores dos municípios de Tapurah, Porto dos Gaúchos e Itanhanga. Além de representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Federação do Comércio (Fecomércio), Associação Comercial de Cuiabá e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados