Destaque Judiciário

Polícia Civil prende casal e motorista de aplicativo por tráfico de drogas em Cuiabá

Três pessoas, entre elas um casal e um motorista de aplicativo, foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (14.07), após terem seu envolvimento identificado com o tráfico de drogas em ação desencadeada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). As diligências resultaram na apreensão de tabletes e várias porções de …

Três pessoas, entre elas um casal e um motorista de aplicativo, foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (14.07), após terem seu envolvimento identificado com o tráfico de drogas em ação desencadeada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

As diligências resultaram na apreensão de tabletes e várias porções de maconha que eram comercializadas pelo casal, com apoio do motorista de aplicativo.

A equipe de investigadores recebeu informações sobre um veículo tipo sedã (Volkswagen Voyage) que comercializaria certa quantidade de entorpecentes no estacionamento de um supermercado, no bairro CPA I.

Diante da denúncia, os policiais da DRE foram até o local e conseguiram identificar o suspeito no referido veículo e fizeram a abordagem. No interior do veículo estavam mais dois ocupantes (um homem e uma mulher) e foram encontrados dois tabletes de maconha e mais três porções da droga dentro da bolsa da suspeita.

Em continuidade às diligências, os policiais seguiram para a residência de um dos suspeitos, uma quitinete no bairro Boa Esperança (próxima à Universidade Federal), onde localizaram várias porções de maconha já prontas para serem comercializadas, além de um tablete da substância escondido dentro da geladeira.

Diante das evidências, os três suspeitos foram encaminhados para a DRE onde foram interrogados e autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Segundo o delegado da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o motorista de aplicativo tinha conhecimento da atividade ilícita praticada pelo casal. “Ele confessou que por várias vezes fez corrida para os suspeitos, inclusive os deixando na universidade federal para comercialização de entorpecentes”, disse o delegado.

Fonte: Policia Civil – Delegacia de Repressão a Entorpecentes – DRE

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados