Destaque Judiciário

PM prende em flagrante suspeito que matou idoso por reclamar de som alto

Surpreendido por um dos policiais, o suspeito resistiu à prisão, porém acabou sendo contido e algemado   Em uma ação rápida, policiais militares de Sinop (500 km de Cuiabá) prenderam  na noite deste sábado (23), em flagrante delito, um homem de 29 anos suspeito de matar  o vizinho, um idoso de 65 anos, com diversos …

Surpreendido por um dos policiais, o suspeito resistiu à prisão, porém acabou sendo contido e algemado

 

Em uma ação rápida, policiais militares de Sinop (500 km de Cuiabá) prenderam  na noite deste sábado (23), em flagrante delito, um homem de 29 anos suspeito de matar  o vizinho, um idoso de 65 anos, com diversos golpes de faca. A motivação do crime seria a reclamação do som alto que tocava na casa do suspeito.

A vítima ainda apresentava sinais de vida quando a equipe da PM chegou ao local, porém morreu poucos minutos depois, antes mesmo de receber os primeiros socorros do Corpo de Bombeiro.

A prisão ocorreu às 22hs, logo após o crime e a poucos metros da porta da casa da vítima. No momento em que chegaram ao endereço os policiais flagraram um homem com o corpo e as vestes sujas de sangue tentava fugir pulando o muro, da parte dos fundos do conjunto de moradias.

Surpreendido por um dos policiais, ele ainda insistiu na tentativa de fuga saltando o muro da frente. Ao ser abordado, ainda resistiu à prisão, porém acabou sendo contido e algemado.

Conforme descrição dos policiais, o local do crime é um residencial com diversos pequenos apartamentos. No período da tarde a vítima havia ido até o apartamento onde mora o suspeito para pedir que diminuísse o volume do som.

À noite, depois de consumir bebida alcóolica, o autor do homicídio foi até a casa do vizinho que reclamou e o matou. Na casa do suspeito, conforme registra no Boletim de Ocorrência, os policiais encontraram uma garrafa de vodka.  Ele foi levado para a delegacia e deve responder por homicídio.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados