Destaque Judiciário

PF deflagra mais uma fase da operação Ararath, em Cuiabá

Policiais chegaram no início da manhã TCE e um dos alvos da operação é o conselheiro afastado José Carlos Novelli Policiais federais estiveram na manhã desta quarta-feira (17), na sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a procura de documentos ligados ao conselheiro afastado José Carlos Novelli. A ação é mais uma parte da …

Policiais chegaram no início da manhã TCE e um dos alvos da operação é o conselheiro afastado José Carlos Novelli

Policiais federais estiveram na manhã desta quarta-feira (17), na sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a procura de documentos ligados ao conselheiro afastado José Carlos Novelli. A ação é mais uma parte da Operação Ararath.  

A assessoria de imprensa do TCE confirmou a ação, mas não detalhou o caso, que está em segredo de Justiça. Não se sabe, por exemplo, em quais setores os policiais estariam fazendo as buscas. Elas podem estar ocorrendo em gabinetes de mais de um dos conselheiros que estão fora do cargo. 

Novelli e outros quatro conselheiros estão afastados por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que entendeu que a permanência deles na função poderia comprometer a investigação sobre suposta cobrança de propina durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (sem partido).  

Algo em torno de R$ 53 milhões, segundo depoimento do ex-governador em delação premiada, teria sido cobrado para que processos de interesse de sua gestão fossem aprovados no TCE.  

O afastamento dos conselheiros foi determinado pelo ministro Luiz Fux em 2017.  

Novelli foi apontado por Silval como a pessoa que teria recebido notas promissórias dos supostos pagamentos. 

Hoje, a investigação está sendo realizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) por remissão de caso, também determinado pelo ministro Fux, em 2018.

A PF faz buscas no Tribunal de Contas com a autorização da Corte Superior.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados