Destaque Judiciário

Operação da PF contra as “fake news” chega a ativista de Mato Grosso

 Os mandatos judiciais investigados e conduzidos pelo Supremo Tribunal Federal foram cumpridos em seis estados. Em Mato Grosso, o alvo foi o empresário e ativista de extrema-direita, Marcelo Stachin, morador de Sinop.       A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quarta-feira (27), ordens judiciais que visam instruir o INQ nº 4.781 do Supremo Tribunal …

 Os mandatos judiciais investigados e conduzidos pelo Supremo Tribunal Federal foram cumpridos em seis estados. Em Mato Grosso, o alvo foi o empresário e ativista de extrema-direita, Marcelo Stachin, morador de Sinop.

 

 

 

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quarta-feira (27), ordens judiciais que visam instruir o INQ nº 4.781 do Supremo Tribunal Federal – STF.

Foram cumpridos 29 Mandados de Busca e Apreensão no âmbito do referido procedimento, conduzido pelo Exmo. Senhor Ministro Alexandre de Moraes.

As ordens judiciais estão sendo cumpridas no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

Em Mato Grosso o alvo foi  o empresário e ativista de direita, Marcelo Stachin, morador de Sinop (447 quilômetros de Cuiabá) é um dos alvos da operação deflagrada nesta quarta-feira (27), pela Polícia Federal (PF), no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que apura produção de notícias falsas e ameaças à Corte.

Defensor do governo Bolsonaro e suas ideias. Recentemente liderou um chamamento para participação do acampamento da “marcha dos 300”, uma manifestação antidemocrática e contra o STF .

 

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados