Destaque

Morre o ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá Frederico Campos

Morreu, nesta segunda-feira (01.03) o ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá Frederico Campos, aos 93 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Amecor, para tratamento da covid-19 desde o dia 20 de fevereiro, e não resistiu. Frederico foi para UTI mais por cuidados por conta da idade. Ele …

Morreu, nesta segunda-feira (01.03) o ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá Frederico Campos, aos 93 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Amecor, para tratamento da covid-19 desde o dia 20 de fevereiro, e não resistiu.

Frederico foi para UTI mais por cuidados por conta da idade. Ele não estava sedado e até conversava normalmente. Os sintomas não eram considerados graves, porém segundo fontes, ele não estaria “nada bem”. Depois de dois dias, as informações deram conta que os rins do ex-governador tinham sido afetados e o quadro clínico evoluiu para grave.

Ele recebeu a primeira dose da vacina uma semana antes de ser internado. Embora tenha tomado a primeira dose da vacina, a imunização acontece em duas etapas, conforme recomendado pelos órgãos de saúde.

O politico teria sido contaminado dentro de casa, por um filho que não sabia que estava com a doença.

HISTÓRIA POLÍTICA

Frederico Carlos Soares Campos, mais conhecido como Frederico Campos, nascido em Cuiabá, em 11 de abril de 1927, foi prefeito por duas vezes da cidade de Cuiabá, secretário de Estado e governador de Mato Grosso entre 1979 e 1983. Foi o segundo governador após a divisão do Estado.

Sobrinho do General Dilermando Gomes Monteiro, foi nomeado prefeito de Cuiabá pelo governador Pedro Pedrossian, tendo cumprido o mandato entre 1967 e 1969.

Secretário de Obras no governo Garcia Neto (1975-1978) foi o primeiro indicado ao governador de Mato Grosso em 1978 pelo presidente Ernesto Geisel, sendo o segundo a ocupar o cargo após a divisão do estado determinada por lei.

Além de sua filiação a ARENA contou com a influência de seu tio para ascender ao cargo visto que ele era o comandante do II Exército à época.

Em 1988, venceu sua primeira eleição direta ao ser eleito prefeito de Cuiabá pelo PFL. Apesar do sobrenome, não possui qualquer relação de parentesco com os irmãos Júlio e Jayme Campos. Em 2006 disputou, sem sucesso, um mandato de deputado estadual pelo PTB.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados