Brasil Destaque Judiciário Noticias

Ministério da Justiça e Segurança Pública lança campanha de coleta de DNA para auxiliar famílias na busca de pessoas desaparecidas

A ação acontecerá entre os dias 14 e 18 de junho, Superintendência da PF será um dos postos de coleta.

 

Para auxiliar na identificação de pessoas desparecidas, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) lança, nesta terça-feira (25), a Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas. A data marca o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas.

Baseada em experiências exitosas nacionais e internacionais, a iniciativa tem como objetivo principal coletar materiais biológicos de familiares de pessoas desaparecidas com o intuito de realizar busca no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG).

A coleta será realizada entre os dias 14 e 18 de junho em todos os Estados e Distrito Federal.

Como será a coleta em Mato Grosso?

Em Cuiabá, o familiar deverá procurar a Central de Ocorrências da Polícia Civil, com o boletim de ocorrência, onde será feito o agendamento da coleta no local de mais fácil acesso para a família (2 unidades da Politec e Superintendência da PF). Em algumas cidades do interior (conforme www.gov.br/mj/desaparecidos) também haverá pontos de coleta, diretamente nas delegacias locais da Civil.

A campanha é uma iniciativa do Ministério em parceria com as Secretarias de Segurança Pública. Todo o material recolhido será utilizado com a finalidade exclusiva de identificação de pessoas desaparecidas por intermédio do Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG),que é coordenado pelo MJSP.

De forma totalmente voluntária, a coleta deve ser feita, preferencialmente, por familiares de 1° grau da pessoa desaparecida, seguindo a ordem de preferência: pai e mãe; filhos; irmãos.

O DNA do próprio desaparecido também poderá ser extraído de itens de uso pessoal, tais como: escova de dentes, escova de cabelo, aparelho de barbear, aliança, óculos, aparelho ortodôntico, dente de leite, amostra de cordão umbilical. Esses materiais também poderão ser entregues nos pontos de coleta da Campanha.

 

Atualização do Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

A oportunidade será utilizada, também, para coletar e atualizar os dados de pessoas desaparecidas. De acordo com a base de dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública, atualmente, constam cerca de 57 mil boletins de ocorrência de pessoas desaparecidas e não localizadas. Somente nos últimos dois anos, foram incluídos 22 mil boletins no sistema.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados