Cornetadas Noticias Variedades

Hospital de Referência à Covid-19 reduz em 76,4% o número de internações

Taxa de ocupação de leitos Covid está baixa

O Hospital de Referência à COVID-19 (o antigo Pronto Socorro Municipal) reduziu drasticamente o número de internações dos pacientes com coronavírus, em comparação com o ano passado. No mês de março de 2021 estiveram internados no hospital 706 pacientes por Covid-19, já no mês de março desde ano, o número diminuiu para 166 internações. A redução foi de 76,4% se comparado ao mesmo período do ano passado.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos no Hospital de Referência é baixa. Dos 20 leitos de UTI adulto, apenas 03 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação de 15%. Dos 18 leitos adultos de enfermaria, apenas 01 está ocupado, o que representa uma taxa de ocupação de 5,5%. Já os leitos de UTI pediátrica e os leitos de enfermaria pediátrica estão desocupados.

Segundo o diretor do Hospital de Referência, Guilherme Salomão, as medidas preventivas adotadas pela administração municipal e o avanço na vacinação da população contra a Covid-19 foram fundamentais para mudar o cenário da pandemia em Cuiabá.

“Avançamos muito! A queda na taxa de ocupação e a mudança no cenário epidemiológico permitem que, tão logo os leitos destinados para pacientes com Covid-19 sejam convertidos em leitos gerais, e então, será possível atender as demandas cirúrgicas”, pontua.

O prefeito Emanuel Pinheiro, durante live semanal na terça-feira (26), comemorou  a redução do número de internações. “Perdemos muitas vidas com a pandemia. Felizmente a situação foi mudando, quando passamos a conhecer melhor sobre a doença, formas de prevenção e tratamento. Esses fatores explicam parte da importante redução do número de internações no Hospital de Referência”, destaca.

“Os números das internações podem indicar um reflexo da queda acentuada de casos de Covid-19 em Cuiabá. Na medida em que avançamos com o número de vacinados, esses dados melhoram cada vez mais. É importante destacar a necessidade de completar o esquema de vacinação, com a primeira, a segunda dose e a dose de reforço. As pessoas vacinadas têm chances maiores de não desenvolverem manifestações graves da doença”, completa Pinheiro.

Cuiabá já vacinou com as duas doses 91.6% do público acima de 18 anos. Dentro do grupo de 12 a 17 anos, 80,7% tomou a primeira dose e 52,7% completou o esquema vacinal. O público de 5 a 11 anos é o que está com o menor índice, com 33,9% de vacinação com a primeira dose e 14% com a segunda. “O Brasil é um país que tem uma forte cultura de vacinação há muitos anos, mas infelizmente estamos com uma baixa adesão do público infantil à vacinação contra o coronavírus. Já está mais do que provado que a vacina é segura e que graças a ela estamos vendo a pandemia ir embora. Peço aos pais que não deixem de levar seus filhos para se vacinarem, pois quanto mais gente protegida, menos chance dessa doença voltar”, conclui o prefeito.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados