Destaque Judiciário

GAp do 3º Batalhão participa de instrução de abordagem a edificações no Bope

Os policiais puderam aprimorar ainda mais o procedimento padrão de técnicas de adentramento empregado pela PM. Dezesseis policiais do GAp (Grupo de Apoio) do 3º Batalhão de Polícia Militar participaram da instrução de abordagem a edificações. O curso ocorreu na terça-feira (03), no Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Cuiabá. Durante todo o dia de …

Os policiais puderam aprimorar ainda mais o procedimento padrão de técnicas de adentramento empregado pela PM.

Dezesseis policiais do GAp (Grupo de Apoio) do 3º Batalhão de Polícia Militar participaram da instrução de abordagem a edificações. O curso ocorreu na terça-feira (03), no Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Cuiabá.

Durante todo o dia de capacitação, os policiais do 3º BPM puderam aprimorar ainda mais o procedimento padrão de técnicas de  adentramento empregado pela PM para atender ocorrências em residências, prédios, estabelecimentos comerciais e outros locais fechados.

O comandante do 3º Batalhão, tenente-coronel Fernando Agostinho, destacou que a instrução  mantém a tropa sempre qualificada para prestar um serviço de qualidade à população. “É uma preocupação institucional manter a tropa nivelada para atuar em qualquer situação das ruas até os locais mais ermos sempre pronta para garantir a segurança de todos”,  afirma o tenente-coronel.

A atividade foi iniciada com uma instrução teórica visando instruir a equipe com relação aos princípios básicos da abordagem a edificações. Em seguida, os alunos participantes puderam colocar em prática o que aprenderam em ambiente controlado com a utilização de armamentos de Airsoft para garantir maior veracidade à simulação.

O instrutor do curso do Bope, tenente Lucas Neves diz que durante os atendimentos de ocorrências, na maioria das vezes, os policiais precisam adentrar em residências, estabelecimentos comerciais dentre outros espaços, para deter um suspeito que se escondeu da PM, intervir em uma situação de vias de fato, de violência doméstica e até mesmo de ajuda à vítima.

“Todos os dias, a maiorias dos policiais militares precisam adentrar em uma edificação e para isso não colocar em risco a vida do agente de segurança, da vítima e até mesmo da pessoa fora da lei é preciso dominar as técnicas de abordagem e adentramento em locais assim. Isso garante a segurança de todos e o sucesso do atendimento da PM à população”, explica tenente Neves.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados