Destaque

Espaço alternativo no centro histórico recebe exposição fotográfica “Entre Instintos”

Narrativas poéticas e visuais se encontram na exposição “Entre Instintos” no Bar Metade Cheio.  O período de visitação da exposição é de 08 a 29 de fevereiro, de terça a sábado, das 18h às 00h. Por: Alessandra Barbosa/Assessoria Poesias visuais que, falando suas próprias línguas, compõem um diálogo provocativo. O poder da imagem enquanto fagulha …

Narrativas poéticas e visuais se encontram na exposição “Entre Instintos” no Bar Metade Cheio.  O período de visitação da exposição é de 08 a 29 de fevereiro, de terça a sábado, das 18h às 00h.

Por: Alessandra Barbosa/Assessoria

Poesias visuais que, falando suas próprias línguas, compõem um diálogo provocativo. O poder da imagem enquanto fagulha das intenções criativas de dois artistas é a essência da exposição fotográfica Entre Instintos, que reúne trabalhos de Marcelo Sant’Anna e Daniel Yonekubo, no Metade Cheio, com abertura no próximo sábado (08/02).

Corpos, identidades, o olhar para si mesmo no mundo. Território híbrido de emoções, crenças, expectativas, política. Por entre esses caminhos, em que nenhum questionamento encontra resposta simples, há em cada um o instinto que, como uma bússola, aponta as direções. Do desejo de falar o que às vezes parece além das palavras a obra de dois fotógrafos se encontra.

A série “A imagem que habito” de Marcelo Sant’Anna aborda a imagem a partir da exposição através das redes sociais e os questionamentos que permeiam essa intrincada relação. A pergunta ‘o que você faz quando não tem ninguém olhando’ foi substituída por outra: ‘o que você faz quando todo mundo está olhando’? A partir deste questionamento, Marcelo mergulha em um universo que espelha estas reflexões em diferentes perspectivas.

“Se a era digital levou o gerenciamento da própria imagem para outro nível, em que cada um se tornou o editor da timeline da própria vida, quais são os valores que regem as decisões sobre o que mostrar ou o que esconder? O que existe fora do quadro? E não é a própria fotografia uma arte que caminha nesse mesmo território? A decisão sobre o mostrar ou o que esconder não está no cerne do trabalho do fotógrafo? Seria possível encontrar uma imagem sequer que possa ser considerada um fragmento não intencionado”, questiona com provocação.

O fotógrafo considera que a inquietação com essas questões é o motor da série fotográfica: “É um convite à subjetividade do leitor para mergulhar nesses mesmos questionamentos, em busca da construção de um olhar mais atento às intenções por trás desses recortes e posicionamentos visuais”, afirma.

Daniel parte essencialmente das suas reflexões ao desenvolver a série “Permanecer”, onde busca construir imagens que traduzem sentimentos como de dor e medo de uma forma poética e sentimental, intercalando entre autorretratos e retratos, em uma narrativa que traça um olhar convidativo à reflexão perante as cobranças impostas por uma sociedade altamente sufocante.

“É o meu primeiro projeto fotográfico e também a primeira vez que eu trabalho com o desenvolvimento de uma narrativa visual, mas que ainda assim pude trazer para a sua construção elementos já recorrentes em meus trabalhos fotográficos individuais”, observa Daniel.

O período de visitação da exposição é de 08 a 29 de fevereiro, de terça a sábado, das 18h00 às 00h00.

Programação

A abertura da exposição Entre Instintos conta com performances, apresentações e discotecagem, no sábado, 08/02.

Spectro Lab, Theatro Fúria e Coma A Fronteira foram os coletivos convidados a participar com performances. Já nas apresentações de bandas, Cris Chaves e Karola Nunes tomam o palco com muita música. Encerrando a programação, Chabox comanda a discotecagem.

Serviço

Exposição Entre Instintos
Onde: Metade Cheio, Rua Comandante Costa, 381, Centro, Cuiabá
Quando: Abertura dia 08/02. Visitação até dia 29/02.
Valor: R$5,00 na noite de abertura (gratuito nos demais dias)

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados