Destaque Noticias Variedades

Emanuel exige serviço de qualidade e proíbe Águas Cuiabá de iniciar novas obras em vias já pavimentadas

A empresa pode continuar atuando nas obras que estão em andamento em também em ruas que ainda não são asfaltadas

O prefeito Emanuel Pinheiro anunciou que, pelo período de 90 dias, a concessionária Águas Cuiabá está proibida de iniciar novas obra de implantação de rede coletora de esgoto em vias já pavimentadas. A medida foi informada nesta quarta-feira (01) e é regulamentada por meio de decreto, que será publicado na Gazeta Municipal. Segundo o gestor, a decisão foi tomada visando garantir melhor qualidade na execução dos reparos nas vias da Capital.

Emanuel destacou que a empresa pode continuar atuando nas obras que já estão em andamento em também em ruas que ainda não são asfaltadas. Segundo ele, o prazo pode ser estendido por mais 90 dias, caso o Executivo observe a necessidade. O cumprimento da determinação será fiscalizado pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (ARSEC) e pela Secretaria Municipal de Obras Públicas.

“Estou profundamente irritado com a restauração das vias. Estamos fazendo uma revolução por baixo da terra e, no fim do nosso mandato, vamos entregar Cuiabá como uma das poucas capitais brasileiras com tratamento de esgoto universalizado. Entretanto, a concessionária não está tratando Cuiabá com o respeito que merece. Estão fazendo um serviço porco. Ela faz a rede coletora, que é uma necessidade, e depois entrega uma porqueira”, disse.

Além disso, a Secretaria de Obras Públicas e a ARSEC devem realizar um levantamento de todas as obras de recuperação de vias efetuadas devida a implantação da rede coletora de esgoto e a qualidade apresentada por elas. A partir dessa identificação, os órgãos devem, de forma conjunta, notificar a Águas Cuiabá e exigir a execução de um novo reparo nos locais em que o serviço foi mal feito.

“Não vamos mais receber porcaria. Temos um grande programa de pavimentação em andamento. Temos novos recursos que vão chegar, como o do BNDES que há três anos estamos lutando por ele. Então, que as obras de rede de esgoto comecem por esses bairros, pelas vias não pavimentadas. Que conversem com a Secretaria de Obras e com a Arsec antes, para entregar serviço de qualidade”, pontuou.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados