Geral Noticias

Doses recebidas para segunda aplicação em Cuiabá estão garantidas

ROBERTA PENHA

Todas as pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus em Cuiabá podem ficar despreocupadas, porque as vacinas recebidas especificamente para segunda aplicação estão garantidas. Apesar de muita especulação, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. tranquiliza todos os cidadãos.

“Muito tem se falado de que a capital estaria estocando doses e por isso a vacinação não avança. Estas acusações são completamente infundadas e eu diria até levianas. A campanha de imunização em Cuiabá desde o começo tem sido realizada com extrema responsabilidade, tendo à frente profissionais de extrema competência, com anos de prática em campanhas de vacinação. Até o momento já foram aplicadas mais de 529 mil doses de vacina na capital, o que representa 77,2% de todas as doses recebidas por Cuiabá até hoje”, comentou Pinheiro.

A quantidade de vacinas que a capital tem de reserva é o que chegou até o momento para a segunda dose da população. “Como todos sabem, temos um intervalo entre a primeira e segunda dose. A da Coronavac é de 28 dias, mas o intervalo da Pfizer e da Astrazeneca é de 12 semanas, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde. Todas as vacinas que recebemos já vêm carimbadas, de acordo com a resolução do Conselho Intergestores Bipartite, e a coordenação da campanha segue à risca o que é determinado. Sendo assim, o grosso de vacinas que temos reservadas é para aplicação de segunda dose”, explicou o prefeito.

A coordenadora da campanha de imunização, Valéria de Oliveira revela que a maior parte das vacinas de segunda dose serão aplicadas em setembro e outubro. “As pessoas que receberam a primeira dose de Pfizer ou Astrazeneca no mês de maio tomaram a segunda dose agora em agosto. As que tomaram a primeira em junho, vão tomar a segunda em setembro e quem tomou em julho, tomará a segunda em outubro. Só em setembro vamos aplicar mais de 68 mil D2 e em outubro serão mais de 45 mil. Ainda falta receber parte destas vacinas, incluindo das pessoas que vão tomar D2 em novembro, mas acreditamos que o Ministério não terá problema para enviá-las”, disse Valéria.

Com o grande volume de segunda dose que o município aplicará a partir de setembro, o prefeito Emanuel Pinheiro determinou à coordenação da campanha de imunização de Cuiabá que descentralize a aplicação de D2, levando para alguns postos de saúde nas quatro regionais. Na próxima quinta-feira (02) será apresentado ao prefeito o planejamento da descentralização, que será amplamente divulgado posteriormente.

Fonte: Prefeitura Municipal de Cuiabá

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados