Destaque Geral Noticias

Cuiabá mantém serviço de acolhimento à pessoas em situação de rua

Atualmente, cerca de 200 pessoas estão instaladas nas unidades mantidas pela Prefeitura de Cuiabá

 

 

A Prefeitura de Cuiabá por meio da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, mantém atendimentos voltados à população em situação de rua com a oferta de unidades de acolhimento e, atualmente, quase 200 pessoas são atendidas.

O município conta com três albergues municipais (Manoel Miráglia, Guia e Porto) e o Hotel Albergue, criado no mês de março de 2020, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro, que se pautou pela necessidade de ampliar a capacidade de acolhimento da rede municipal em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavirus.

Com a instalação do Hotel Albergue por meio de uma parceria inédita com a Defensoria Pública e a Rede de Hotéis Mato Grosso, a capacidade foi ampliada para 270.  “Nosso trabalho é contínuo, a equipe de abordagem social está todos os dias na rua. Ampliamos e intensificamos a capacidade porque não podemos deixá-los sem amparo e vulneráveis ao contágio”, pontuou Márcia Pinheiro.

As ações de abordagem são realizadas continuamente onde são percorridos os principais pontos de concentração desse público como a região central, Morro da Luz, Fernando Correa, Rodoviária e Beco do Candeeiro.

“Sabemos que o número de acolhidos ainda não é o suficiente, pois muitos ainda são resistentes, mas com esse trabalho contínuo, aos poucos, vamos alcançando os resultados esperados”, acrescentou a secretária-adjunta de Assistência Social, Clausi Barbosa.

A distribuição das vagas é realizada de acordo com o perfil de cada pessoa. Na sequência é realizado o encaminhamento às unidades dos Centros de Referência Especializado em Assistência (Creas), tanto do Centro como da Morada do Ouro.

No “Hotel Albergue” são atendidas pessoas que já encontravam-se em situação de vulnerabilidade social e acompanhadas por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

As vagas disponíveis são para aquelas pessoas que já estão há algum tempo em lugares de grande concentração desse público, como o Morro da Luz, Praça do Porto, Rodoviária e Beco do Candeeiro.  São executados os mesmos procedimentos aplicados nas unidades municipais, com regras e normas a serem seguidas e respeitadas pelos acolhidos.

Na unidade os acolhidos passam por todo um trabalho de cuidados acerca da higiene pessoal e isolamento social com vista na segurança contra o contágio do novo coronavírus. Além disso, são oferecidos atendimentos individuais como encaminhamento de volta ao lar, emissão de documentos, acolhimento com quartos adequados, quatro refeições diárias e momentos solidários como corte de cabelos e outros.

Nas demais unidades de acolhimento da Prefeitura de Cuiabá (três albergues municipais), as vagas são destinadas as pessoas em trânsito ou que vieram para Cuiabá e não conseguiram mais retornar a seus domicílios.

 “Graças a sensibilização da gestão e todos os esforços da primeira-dama Márcia Pinheiro, estamos alcançando êxito em nossos trabalhos. Estamos muito satisfeitos com os resultados. Aos poucos, estamos conscientizando as pessoas em situação de rua sobre a importância do isolamento social nesse momento de pandemia do novo coronavírus”, finalizou a secretária-adjunta. 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados