Destaque Judiciário

Coronel perde eleição, desrespeita decisão judicial e toma posse da diretoria do Hospital Militar

A Chapa opositora ressalta que na votação, o tenente-coronel Leite recebeu a maioria dos votos: 80 votos, contra 69 do coronel José Kleber. Por: Alessandra Barbosa   Apesar de uma decisão liminar (provisória) do juiz Paulo de Toledo de Ribeiro Junior, da 4ª Vara Especializada de Direito Bancário. A nova administração do Hospital Militar, encabeçada …

A Chapa opositora ressalta que na votação, o tenente-coronel Leite recebeu a maioria dos votos: 80 votos, contra 69 do coronel José Kleber.

Por: Alessandra Barbosa

 

Apesar de uma decisão liminar (provisória) do juiz Paulo de Toledo de Ribeiro Junior, da 4ª Vara Especializada de Direito Bancário. A nova administração do Hospital Militar, encabeçada pelo coronel José Kleber Duarte tomou posse nesta terça-feira (07) pela manhã.

Em uma tumultuada solenidade o coronel José Kleber tomou posse contrariando processo eleitoral e decisão judicial. Na manhã de hoje, a advogada do grupo opositor Débora Simone, ao lado de um oficial de justiça, notificou o coronel que tomou posse, apesar do documento em mãos, decidiu tomar posse, afirmando que tinha a seu favor outra liminar, garantindo a continuidade do ato.

Na decisão, o juiz Paulo de Toledo entendeu que o pedido da Chapa 6 deveria ser atendido de forma urgente. O magistrado mandou suspender tanto a impugnação da chapa do tenente-coronel Leite quanto a posse do coronel José Duarte, até o julgamento de mérito. A posse foi conduzida pelo presidente da Comissão Eleitoral, major Beljusto Pinto da Silva.

De acordo com os opositores de José Kleber, mesmo com a substituição dos nomes inicialmente impugnados, a Comissão Eleitoral não aceitou o nome de Antônio Ribeiro de Moraes como candidato a presidente, “sob a alegação de que este não reside em Cuiabá e sim em Alta Floresta. Que mesmo comprovando residência do requerente na Capital, esta impugnação não procede”.

A Chapa opositora ainda afirma que a impugnação foi mantida, mesmo com a apresentação do comprovante de residência na Capital. Além disso, ressalta que na votação, o tenente-coronel Leite recebeu a maioria dos votos: 80 votos, contra 69 do coronel José Kleber.

Houve recurso dos dois lados e o tenente-coronel Leite ainda convocou nova assembléia extraordinária para 17 de dezembro. A magistrada deu uma segunda decisão, em incluída no Processo Judicial Eletrônico em 16 de dezembro, suspendendo também a realização dessa segunda assembléia. Também nessa ocasião, foi realizada uma reunião comum de parte dos associados, dando como aceita e deverá aguardar julgamento de mérito.

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados