Destaque

Coral da ALMT canta samba em clipe lançado nas redes sociais

Este é o terceiro vídeo gravado virtualmente e lançado nas plataformas digitais.   O coral da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em parceria com o coral do Tribunal de Contas do Estado (TCE), lançou um vídeo com a música “Tá Escrito” no intuito de compartilhar um pouco de esperança e alegria neste período em …

Este é o terceiro vídeo gravado virtualmente e lançado nas plataformas digitais.

 

O coral da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em parceria com o coral do Tribunal de Contas do Estado (TCE), lançou um vídeo com a música “Tá Escrito” no intuito de compartilhar um pouco de esperança e alegria neste período em que o país estaria celebrando sua maior festa popular, o Carnaval. Este é o 3º vídeo realizado pelo coral da ALMT e o 4º vídeo do maestro Carlos Taubaté, regente dos dois corais.

Desde o início da pandemia, os ensaios presenciais do coral da ALMT foram suspensos para manter o distanciamento social e os encontros on line foram aos poucos sendo realizados como forma de retomar as atividades. E para mostrar todo esse trabalho, os vídeos surgiram como alternativa encontrada levar música e arte para as pessoas.

O maestro Carlos Taubaté, responsável pela condução dos corais e produção dos vídeos, explica que a ideia é para manter viva a chama do coral e levar uma mensagem de esperança e solidariedade para as pessoas. “Buscamos escolher músicas positivas, que tragam mais leveza para todos. Agora no Carnaval, que é nossa festa popular mais importante, a música fala justamente sobre fé e positividade”.

A jornalista da TV Assembleia, Lina Carvalho, integra o coral desde 2016 e o contato quase lúdico com os colegas sempre foi um dos motivos que a levaram a participar. Agora na pandemia, ela conta que os encontros, mesmo virtuais, têm contribuído aliviar o período. “A troca, o contato com os colegas, é o mais bacana do coral. Embora há quase um ano não tenhamos mais contato, o formato a distância tem ajudado a matar a saudade, ainda mais neste último trabalho que foi um sambinha”.

Carlos Taubaté explica que cada vídeo demora cerca de dois meses para ficar pronto e exige dedicação antes, durante e depois de todos cantarem. Primeiro são feitos os arranjos do coral, instrumental e depois dos vocais individuais. Os integrantes recebem os materiais e as orientações, gravam uma “prova” e depois dos comentários do maestro enviam o vídeo final.

O material então passa por edição e mixagem para deixar tudo em harmonia. “O coral, mesmo quando canta músicas populares, é considerado uma linguagem erudita justamente pela complexidade. Por isso alinhar tudo isso demanda tanta dedicação e técnica”, afirma Taubaté.

Ficha Técnica:

Música “Tá Escrito”, de Xande de Pilares, Gilson Benini e Carlinhos Madureira

Arranjo Instrumento: Maicon Saati

Arranjo coral: Carlos Taubaté

Edição e Mixagem: Maicon Saati

Edição de vídeo e arte: Pineto Bonilha

Solos: Carlos Taubaté e Iasmin Medeiros

Direção artística: Carlos Taubaté


Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados