Destaque

Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus debate instalação de centros de atendimentos

O grupo foi implantado com o objetivo de deliberar sobre ações para o enfrentamento da pandemia   A instalação de centros de atendimentos para o enfrentamento à Covid+19 foi tema de discussão na segunda reunião semanal do Comitê Municipal de Enfrentamento ao novo Coronavírus, realizada na noite de quarta-feira (3). As ações preventivas já implementadas …

O grupo foi implantado com o objetivo de deliberar sobre ações para o enfrentamento da pandemia

 

A instalação de centros de atendimentos para o enfrentamento à Covid+19 foi tema de discussão na segunda reunião semanal do Comitê Municipal de Enfrentamento ao novo Coronavírus, realizada na noite de quarta-feira (3). As ações preventivas já implementadas contam com o acompanhamento da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

“Nos reunimos para debater novas estratégias nesse momento de retomada gradual do segmento econômico. Esse é o cenário a partir de agora e necessitamos de adaptação, de consciência, respeitar as medidas de biossegurança, usar as máscaras, manter o distanciamento social”, explica o prefeito Emanuel Pinheiro.

Instalados em locais de fácil acesso à população, os centros de atendimento possuem respaldo por meio da Portaria 1445, de 29 de maio, do Ministério da Saúde. Os Centros de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19 têm como finalidade identificar precocemente os casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

A implantação ainda será debatida nas próximas reuniões do Comitê, que validou ainda a aquisição de testes para Covid-19.

“Já adquirimos uma máquina que vai realizar o diagnóstico do novo coronavírus, que realiza o teste padrão ouro, em que confiabilidade do resultado é maior. Já temos cinco mil kits para o exame e todo o processo é feito em parceria com uma instituição de credibilidade, o IFMT. Agora, após um debate técnico do Comitê, deliberamos pela aquisição entre mais 25 e 50 mil novos testes para as unidades de saúde. Nenhuma capital do país, sozinha, sem o apoio do Ministério da Saúde, consegue realizar a testagem em massa e nós já fizemos o pedido ao ministro interino para que dê o suporte logístico e seguimos no aguardo. No entanto, Cuiabá vai continuar adotando medidas severas, responsáveis, para preservar a saúde e a vida das pessoas”, finalizou Pinheiro.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados