Destaque

Câmara vai implantar sistema eletrônico para modernizar o processo legislativo

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (MDB), esteve reunido, na manhã desta terça-feira (26), com os secretários e representantes da empresa Ágape Consultoria, visando ultimar o projeto para implantação do sistema eletrônico legislativo no Parlamento Municipal. Juca classificou o projeto como extremamente positivo, porque vai aprimorar o trabalho parlamentar. O presidente …

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (MDB), esteve reunido, na manhã desta terça-feira (26), com os secretários e representantes da empresa Ágape Consultoria, visando ultimar o projeto para implantação do sistema eletrônico legislativo no Parlamento Municipal.

Juca classificou o projeto como extremamente positivo, porque vai aprimorar o trabalho parlamentar.

O presidente fez questão de salientar que, com esta medida, está dando continuidade a um projeto iniciado pelo presidente anterior da Câmara, Misael Galvão. Ele também destacou que o novo sistema vai permitir que o cidadão acompanhe em tempo real todo o processo legislativo e ainda sugerir indicações ao vereador.

Juca comentou que ao adotar esta ferramenta tecnológica “a Câmara de Cuiabá vai ser referência neste quesito no Centro Oeste, pois este processo eletrônico vai aumentar o controle dos atos parlamentares e vai incentivar a participação popular, resultando em maior visibilidade e credibilidade ao trabalho parlamentar”.

O diretor comercial da Ágape Consultoria, Marcos Pontes frisou que o mecanismo trará eficiência na produção do parlamentar, além de extinguir a necessidade de fotocópias, trazendo economia de recursos e rapidez.

O secretário de Apoio Legislativo, Eronides da Luz, explicou que para operar o sistema vai ser necessário cadastrar uma assinatura eletrônica, com isso, “tanto servidores da secretaria, os assessores dos gabinetes e os próprios vereadores vão poder fazer a inserção de documentos no sistema”.

Eronides explicou que pelo site da Câmara o cidadão vai dispor de “um mapa de Cuiabá para acompanhar em tempo real onde seu vereador estará atuando”, assegurando uma comunicação efetiva entre a sociedade e Parlamento da cidade.

Sobre a economia que o sistema vai proporcionar o secretário exemplificou que “no ano passado os vereadores apresentaram 32 mil requerimentos, cada um requer três folhas, só aí já somam quase 100 mil folhas de papel”. Além de requerimentos os parlamentares também apresentam projetos de lei, moções dentre outras manifestações, tudo resultando em milhares de folhas de papel, gerando custo e ainda exigindo espaço físico e móvel para armazenagem.

O Secretário Geral da Câmara, Bolanger José de Almeida analisou que o sistema eletrônico vai promover “mudanças profundas na Câmara, vamos eliminar papel, vai facilitar o trabalho dos vereadores. Uma verdadeira revolução”.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados