Destaque Noticias Variedades

Avenida Fernando Côrrea da Costa terá 730 luminárias de LED

Uma das avenidas mais movimentadas da capital, a Fernando Côrrea da Costa passa por processo de revitalização até o trevo do Parque Cuiabá (que também dá acesso à rodovia MT-040 – Palmiro Paes de Barros). Os  postes de concreto  são substituídos por postes de alumínio, e posteriormente, serão instaladas lâmpadas de LED.  A atividade engloba os serviços de manutenção na iluminação pública e é coordenada pela Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro. A entrega total está prevista para o primeiro trimestre de  2022.

A substituição das antigas lâmpadas de luz amarela pelo novo equipamento englobou toda a extensão da avenida. Ao longo de todo o trajeto, 5,6 km, serão instaladas 730 luminárias, proporcionando maior claridade na via, conforto e segurança aos milhares de condutores e pedestres que circulam pelo local.

A execução de mais essa obra de melhoria da mobilidade urbana integra o planejamento do Município de, gradativamente, avançar com a modernização do parque de iluminação pública da Capital. O trabalho tem alcançado as vias de grande movimentação como, por exemplo, as avenidas Mato Grosso, Miguel Sutil, Historiador Rubens de Mendonça, Rodovia Palmiro Paes de Barros, Beira Rio, entre outras.

 “É mais uma ação determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, que entendeu a necessidade de executar intervenção. A Avenida Fernando Côrrea é bem movimentada e dá acesso à várias regiões da capital. Uma obra que melhora o visual e qualidade de vida da população”, explica o diretor-presidente da Limpurb, Vanderlúcio Rodrigues.

Além de vantagens como eficiência elevada na claridade do ambiente, economicidade durante o funcionamento, e durabilidade maior em relação aos modelos incandescentes e fluorescentes, a instalação das lâmpadas de LED também atende a política de sustentabilidade, defendida pelo prefeito Emanuel Pinheiro.

“São equipamentos que, comprovadamente, possuem ainda um baixo consumo de energia elétrica e isso, obviamente, resulta na redução de impactos ambientais. Essa é uma política que implantamos e estamos avançando. Claro que não é fácil promover essa substituição em toda cidade. Não é um trabalho que se faz do dia para noite. No entanto, precisava ser começado e, gradativamente, prosseguir pelas ruas de Cuiabá”, argumenta Emanuel Pinheiro.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados