Destaque Geral Noticias

Após iniciativa da Prefeitura de Cuiabá, MP adere ao projeto Incluiabá e abre contratações

Objetivo da ação é promover a inserção no mercado de trabalho da população negra, LGBTQIA+, da pessoa com deficiência, imigrantes e outros grupos sociais que também enfrentam dificuldades no acesso à vagas de emprego

 

 

O projeto Incluiabá – Inclusão, respeito e oportunidade, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro e coordenado pela Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, lançado no mês de abril desse ano, está servindo de modelo para órgãos e instituições. O Ministério Público Estadual- MPE-MT abriu processo seletivo para contratação de uma pessoa transexual, graduada em nível superior em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, com experiência em Direitos Humanos, para exercer o cargo de auxiliar ministerial, carga horária de 25 horas semanais e salário de R$ 1.400,00.

Ao conhecer o projeto Incluiabá, o promotor Henrique Schneider Neto  aplaudiu a iniciativa do Executivo Municipal na busca da igualdade de direitos, afirmando que o Ministério Público iria abrir o processo de contratação de uma pessoa trans. “Nós estamos construindo a história, criando condições para um futuro com menos preconceitos e desigualdades. Se o projeto é bom, temos que copiar sim, O MP segue o exemplo da Prefeitura de Cuiabá e vai aderir o Incluiabá”, observou.

A promessa feita pelo Promotor de Justiça de Mato Grosso, titular da 25ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania e Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos, Henrique Schneider Neto, no dia da ação alusiva ao Dia Internacional de Combate a LGBTFobia, 18 de maio, foi cumprida. “Ficamos felizes e satisfeitos com a repercussão que o Incluiaba está tendo. Isso demonstra que a gestão Emanuel Pinheiro e pelo cuidado dispensado pela primeira-dama Márcia Pinheiro com a causas sociais do município estão no caminho certo.

A iniciativa pioneira da Prefeitura de Cuiabá servirá de modelo para outros estados. O objetivo é promover a inserção no mercado de trabalho da população negra, LGBTQIA+, da pessoa com deficiência, imigrantes e outros grupos sociais que também enfrentam dificuldades no acesso a vagas de emprego.

A secretária adjunta de Direitos Humanos, Christiany Fonseca, responsável pela elaboração das diretrizes da iniciativa, ressaltou que o projeto é único em todo o Brasil. “Com o Incluiabá será possível trazer – literalmente – para dentro da estrutura da Prefeitura, todos os grupos que de alguma forma são marginalizados pela sociedade. A situação é ainda pior quando falamos em mercado de trabalho, sendo esse o grande dilema vivenciado por essas pessoas, a população negra, a população idosa, a população LGBTQIA+, população indígena, pessoas com deficiência, dentre outros. Todos estão tendo a oportunidade de dar o primeiro passo para o alcance de melhores condições de vida”, garante Christiany. 

Inicialmente foram contratados dezesseis novos servidores, que passaram por capacitação técnica para iniciarem a atividade. A empresa Bem Estar- Prestadora de Serviços é a empresa responsável pela contratação e acompanhamento dos trabalhos. A meta é a contratação de até 50 trabalhadores.

Além da lotação dessas pessoas na estrutura do Gabinete do Prefeito e nas Secretarias lotadas no Palácio Alencastro, os novos trabalhadores também irão atuar nas demais unidades do município.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados