Destaque Esportes Geral

Academia ao ar livre: é possível malhar com conforto, segurança e fazendo bem ao meio ambiente em Cuiabá

REDAÇÃO PÁGINA NEWS

Antes mesmo de sequer imaginarmos viver sob uma pandemia, o conceito de “academia aberta” já existia para o empresário Marcelo Fett. Proprietário de uma das academias mais conhecidas de Cuiabá, a Jacarezinho, Fett se orgulha ao verificar que os investimentos de toda uma vida proporcionam qualidade de vida e segurança para os usuários, mesmo num momento inesperado, de crise sanitária.

“Desde que foi fundada, em 1989, ou até um ano antes, quando surgiu como escolinha de natação, a Jacarezinho sempre teve a concepção de academia aberta. O principal consumo do ser humano é o ar, e esse ar precisa sem limpo, renovado. O ser humano consome, em repouso, entre 3 a 4 litros de ar por minuto. Em atividade física, pode chegar a 10 vezes mais. Então, respirar o ar limpo de qualquer tipo de substância que pode trazer riscos à saúde, como impurezas, poluição, vírus e bactérias, é uma medida da preservação da saúde. Agora isso ficou bem claro, com a covid-19”, afirma o empresário, que é formado em Educação Física e Nutrição.

Pensando nisso, segundo Fett, a Jacarezinho é a única academia de Cuiabá com ventiladores HVLS (High Volume Low Speed), que demandam um consumo muito menor de energia elétrica, ajudando também a preservar o meio ambiente. Devido ao tamanho e a quantidade de pás, o ventilador HVLS produz um volume de ar muito maior, a baixas velocidades. Além de poupar as reservas hídricas, dificulta a transmissão da Covid-19, pois a academia fica quase todo o tempo aberta.

“A academia fica completamente aberta com esses ventiladores, especialmente pela manhã, quando o clima está um pouco mais ameno. Quando necessário, a gente pode fechar, ligar o ar condicionado, mas a troca de ar é realmente muito eficiente com os ventiladores HVLS”, explica.

Já faz algum tempo que a empresa assumiu sua responsabilidade com o meio ambiente e passou a produzir a própria energia, por meio de placas solares. “Nosso gasto energético já é muito baixo, e nós temos produção própria com sobra: 150% do que a gente consome – ou seja, o que tem de placa solar nos telhados supre toda a necessidade da academia e mais 50%. Isso demonstra a nossa responsabilidade com o meio ambiente, porque demanda menos estrutura das hidrelétricas, não sobrecarrega o uso de energia gerada por termelétricas, como está acontecendo agora com o nosso país, devido à estiagem”, afirma o empresário.

A preocupação com resíduos também já é um traço antigo da academia. “Nossa emissão de lixo é baixíssima. Todos os nossos contratos são digitais, então não tem mais uso do papel. Nossos banheiros são equipados com secador de mão, também não tem papel proveniente de secagem de mão. A quantidade de resíduo é mínima, e isso contribui mais ainda para a preservação do meio ambiente”, finalizou Fett.

A Academia Jacarezinho funciona nos bairros Boa Esperança e Jd. Imperial. Para saber mais sobre as atividades disponíveis, seus horários, planos e pacotes, entre outras vantagens, basta seguir nas redes sociais no Facebook e Instagram (@academia_jacarezinho) ou entrar em contato por meio do telefone (65) 3664-2020.

 

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Itens relacionados