GeralNotícias

Trio que roubou 4 casas em Várzea Grande são presos em operação da polícia

Mais um grupo criminoso atuante em diversos roubos a residências foi desarticulado pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (23), em Várzea Grande. Três integrantes foram presos durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf-VG) em continuidade aos trabalhos de enfrentamento aos crimes patrimonais.

Hebert dos Santos Rodrigues, 19, Bruno Jonny Ferreira França, 21, Elinthyerre Roma Santiago, 18, estavam com os mandados de prisão preventiva decretados pela Justiça da 4ª Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande, por roubo majorado com concurso de pessoas e emprego de arma de fogo.

Conforme o delegado de polícia responsável pelos inquéritos policiais instaurados pela Derf-VG, Eduardo Rizzoto de Carvalho, os suspeitos foram identificados durante diligências para apurar os roubos à residência ocorridos em Várzea Grande.

“Somente nesse mês de março, os três envolvidos e mais um adolescente efetuaram o assaltos em, pelo menos, quatro casas. Com o mesmo modus operandi, o grupo armado rendia as famílias, mediante grave ameaça subtraíram dinheiro, veículos e objetos de valores das vítimas. Somente em um dia os suspeitos cometeram dois roubos”, explica o delegado de polícia Eduardo Rizzoto.

Um dos assaltos praticados foi na noite do dia cinco de março, no bairro Jardim dos Estados. De acordo com relato da vítima, acontecia na residência uma festa de aniversário com cerca de 25 convidados, quando quatro homens fortemente armados com pistolas e até fuzis, invadiram o local.

Agindo com violência física, os suspeitos ordenaram que as vítimas deitassem no chão, e em seguida efetuaram o roubo de aparelhos celulares, dinheiro, joias, bolsas, cartões de créditos, uma televisão de 42″ polegadas, além de outros aparelhos eletrônicos, que foram colocados no veículo EcoSport de uma das vítimas, e usado durante a fuga.

Outro roubo à residência aconteceu na manhã do dia 08 de março, no bairro São Simão. Na ocasião, os mesmos envolvidos abordaram a vítima quando saía de sua casa. Ela foi obrigada a retornar para o interior do imóvel, onde os moradores, incluindo uma criança de colo, foram rendidos pelos assaltantes.

O delegado de polícia da Derf, Eduardo Rizzoto, explica que desde fevereiro a unidade especializada criou uma nova sistemática de trabalho, onde as equipes atendem local de crime para já iniciarem, logo após o delito, a colheita de informações e, por vezes, até realizar a prisão em flagrante dos suspeitos.

“Nesse novo método, ficou mais fácil identificar criminosos contumazes, pois as equipes de local de crime identificam o modus operandi e já apresentam às vítimas fotos de suspeitos que normalmente praticam crimes na mesma região e da mesma forma. Esse trabalho tem se mostrado extremamente prolífico. Vários autores estão sendo identificados no mesmo dia da ação e, mesmo quando não conseguirmos capturá-los de imediato, o trabalho das equipes de investigação já fica bastante adiantado”, destacou Eduardo Rizzoto.

As investigações continuam para identificar e prender outros possíveis integrantes da quadrilha.

Artigos relacionados

Fechar