DestaqueJudiciárioNotícias

TCE abre inscrições para curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social

Estão abertas as inscrições para o curso de extensão sobre Cidadania e Controle Social, promovido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso em parceria com a Universidade Federal. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Portal do TCE-MT (clique aqui), a partir desta quinta-feira (1º de fevereiro). Estão sendo ofertadas mil vagas para a capacitação, que será realizada na modalidade à distância.

O objetivo do Tribunal de Contas é capacitar, entre 2018 e 2019, cerca de 2 mil pessoas, o mesmo número de vagas ofertadas nos últimos dois anos. Segundo a secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania, Cassyra Vuolo, responsável pelo EAD, das 2 mil pessoas que iniciaram o curso de extensão em 2015 e 2016, 1412, ou 70%, concluíram, índice ‘altíssimo’ para cursos à distância. “Em EADs pagos, o índice de conclusão é de 40%”, aponta Cassyra.

O curso terá início no dia 1º de abril e prossegue até 18 de junho, com um total de 100 horas/aula. Embora tenha sido pensado para capacitar representantes dos conselhos de políticas públicas do Estado e municípios, os assuntos abordados são de interesse de toda a sociedade. Isso explica o alto número de médicos, dentistas, jornalistas, engenheiros, advogados, contadores, administradores, militares e estudantes de várias áreas do conhecimento que participaram das edições anteriores. Tanto de Mato Grosso quanto de outros estados da federação.

Cassyra Vuolo explica que o curso busca explicar, de maneira didática e de fácil compreensão, o funcionamento do Estado, as peças de planejamento e orçamentárias, como PPA e LOA, os instrumentos de fiscalização, e a relevância dos conselhos de políticas públicas, ressaltando, por exemplo, o que são e para que servem. Nesta edição, a secretária da SAI conta que o terceiro módulo foi ampliado para reforçar a criação, a composição e o funcionamento dos conselhos cuja existência é obrigatória, como os conselhos de educação, saúde , assistência social e alimentação escolar.

O curso de extensão é certificado pela Universidade Federal de Mato Grosso e registrado pelo Ministério da Educação. Em conjunto com o TCE, a UFMT também escolhe os tutores, por meio de edital de contratação, disponibiliza o sistema e oferece apoio técnico referente a ensino à distância. Os coordenadores são profissionais habilitados do Tribunal de Contas, que dão suporte aos tutores e aos alunos, buscando várias formas de estimular os participantes, para reduzir a evasão. “Usamos várias formas de estímulo, como tutores à disposição 24h, vídeos, grupos de whatsaap, para evitar que os alunos desistam”, afirma Cassyra Vuolo.

Por TCE/MT

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar