DestaqueNotíciasPolítica

Sachetti vê “safadeza” e detona direção nacional do PSB

O deputado federal Adilton Sachetti (PSB) criticou duramente o presidente do diretório nacional do PSB, Carlos Siqueira, que conduziu isoladamente o retorno do deputado federal Valtenir Pereira aos quadros do partido sem qualquer consulta a base do partido em Mato Grosso.

Na avaliação do parlamentar, Siqueira agiu como um ditador que age para impor suas vontades aos demais filiados.

“A gente procura entender o que está acontecendo no partido. Há um presidente ditador, que acha que só ele tem direito de opinar. Eu não votei na reforma trabalhista, não estava no dia da votação, porque era o velório de minha esposa. Mas, mesmo assim, fui penalizado. Eu era vice-presidente da provisória no Estado e fui destituído só por pensar em apoiar a reforma trabalhista”, disse.

Sachetti ainda classificou de “safadeza” a filiação de Valtenir Pereira sem qualquer consulta prévia aos partidos. Além disso, lembrou que o diretório nacional destituiu o deputado federal Fábio Garcia da presidência da Comissão Provisória em razão de seu voto favorável à reforma trabalhista

“Agora, a filiação do deputado Valtenir é muita safadeza ou é muita incoerência ou é porque temos um presidente ditador. Porque está se convidando alguém que também votou favorável à reforma trabalhista. Então, é uma grande incoerência. Está tudo errado”, afirmou.

Artigos relacionados

Fechar