DestaqueGeralNotícias

Polícia prende três suspeitos de executar prefeito de Colniza

Três são presos suspeitos de morte de prefeito de Colniza

O Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) prendeu neste sábado (16) três homens suspeitos de terem participado do assassinato do prefeito de Colniza (1.065 Km a Noroeste de Cuiabá), Esvandir Antônio Mendes, mais conhecido como Vando, ocorrido ontem (15).

As prisões foram confirmadas pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi que acompanha as investigações. Foram presos Zenilton Xavier de Almeida, Antônio Pereira Rodrigues Neto e Welisson Brito Silva. Eles estavam em uma estrada entre os municípios de Juruena e Castanheira (880 e 735 km a Noroeste da Capital), respectivamente.

Os suspeitos estavam em um veículo Fiat Uno cinza, quando foram parados por uma viatura do Garra cerca de 20 km após Castanheira. Dentro do automóvel foram apreendidos R$ 60 mil, em dinheiro, proveniente do pagamento pela execução do prefeito. O dinheiro estava em um pacote do Banco do Brasil, sendo um montante de R$ 50 mil, e outros dois volumes de R$ 10 mil.

O suspeito Antônio Pereira Rodrigues Neto é morador de Colniza e arregimentou dois comparsas oriundos do Pará para o crime. Antônio é apontado como o mandante e também participou da execução do prefeito.

Conforme o delegado Marco Bortolotto Remuzzi, as armas do crimes foram encontradas jogadas em um rio e o Corpo de Bombeiros foi acionado para a retirada.

Todos os suspeitos estão sendo interrogados pelos delegados Edison Pick, titular de Colniza, e o delegado Caio Álvares de Albuquerque, da força-tarefa de Cuiabá, para esclarecer a motivação.

O caso – O prefeito Vando morreu após ser alvo de tiros à queima-roupa enquanto estava dentro do seu um veículo, Toyota SW4 preta, a cerca de 7 quilômetros da entrada da cidade.

O prefeito estava em seu um veículo acompanhado da primeira-dama, Rosemeire Costa, e do secretário municipal de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, quando os bandidos se aproximaram e dispararam contra eles.

Após ser atingido, Vando ainda conseguiu dirigir até a Avenida 7 de Setembro, no centro da cidade, quando perdeu o controle do veículo e bateu o carro. Ele morreu na hora. O secretário também foi atingido na perna esquerda e nas costas e segue internado.

O velório do prefeito ocorre em um ginásio de esportes em Colniza. A previsão é de que o corpo seja transladado ainda hoje para Ji-Paraná, cidade natal do prefeito, onde será velado no auditório da Igreja São José.

Por Karine Miranda/A Gazeta 

Artigos relacionados

Fechar