EsportesNotícias

Palmeiras perde na Bolívia e deixa escapar vaga antecipada na Libertadores

Chegou a hora da primeira derrota do Palmeiras na Taça Libertadores. Na noite desta quarta-feira, em Cochabamba, na Bolívia, o Verdão perdeu por 3 a 2 do Jorge Wilstermann. A equipe do técnico Eduardo Baptista não conseguiu se impor na altitude, falhou muito na defesa, desperdiçou boas chances no ataque e deixou escapar a classificação antecipada às oitavas de final.

Ainda líder do Grupo 5 com 10 pontos, o Palmeiras precisa de apenas mais um para avançar às oitavas de final. Porém, é possível que o Verdão garanta a classificação até em caso de derrota por um gol de diferença para o Atlético Tucumán, na última rodada, no dia 24 de maio, em casa.

Caso perca por dois ou mais gols de diferença, o Tucumán vai superar o Palmeiras na classificação. Nesse caso, o Verdão precisaria obrigatoriamente torcer por uma vitória do já eliminado Peñarol contra o Jorge Wilstermann.

Antes disso, o Verdão tem três jogos. Encara o Vasco, dia 14, em casa, na estreia do Campeonato Brasileiro. Recebe, também como mandante, o Internacional, dia 17, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. E visita a Chapecoense, dia 20, pelo Brasileirão.

O jogo

Logo no primeiro minuto de jogo, uma cabeçada de Rios na pequena área quase colocou o Jorge Wilstermann em vantagem. Só um susto? Não. Muito embora o Palmeiras tenha respondido com um gol impedido (e bem anulado) de Róger Guedes e uma tentativa de Guerra por cobertura, o time boliviano fez dois gols em cinco minutos. Aos 35, Morales abriu o placar após falta cruzada para área. E, aos 40, Cristhian Machado fez um golaço de fora da área. O Verdão, então, foi ao ataque com tudo e conseguiu diminuir aos 45. Guerra aproveitou rebote e chutou forte.

No retorno para o segundo tempo, Eduardo Baptista sacou Willian e colocou Borja. O atacante colombiano logo apareceu com perigo no ataque. Mas não teve sucesso. O técnico, então, sacou o volante Thiago Santos para entrada do atacante Keno. Porém, quem ampliou foi o time da Bolívia. Aos 23, Rudy Cardozo converteu pênalti, cometido por Prass em Saucedo. Pouco depois, aos 27, o Verdão contou com um gol contra de Cabezas para diminuir. Mas não teve fôlego para empatar.
Veja os melhores momentos

Tags

Artigos relacionados

Fechar