DestaqueGeralNotícias

Mulher é acusada de golpe com ingressos do VillaMix

Reprodução

Acusada de estelionato, Joara Chagas da Silva, 22, de Sorriso (R$ 420 Km ao Norte), que já é conhecida por outros casos de golpes atribuídos a ela e de se passar por filha de juíza, voltou a ser detida. Desta vez, ela comprou 6 ingressos Gold Mix, com direito a ficar em camarotes, para shows do VillaMix, no calor de R$ 340 cada, e pagou via DOC bancário. Acontece que o dinheiro – R$ 2.040 – não “caiu” na conta da vítima.

Na segunda-feira (16), por volta do meio dia, a Polícia Militar foi acionada no Hotel Deville, na avenida Isaac Póvoas, onde Joara estava hospedada, e onde J.M.F., 30, foi cobrá-la. Ela alegou que o dinheiro foi encaminhado por transferência e ele por sua vez dizendo que não entrou.

Para evitar maior tensão, os dois foram encaminhados à Central de Flagrantes de Cuiabá, mas ninguém ficou preso.

Nas redes sociais, a acusada se identifica como Joara Pimentel.

Desde setembro, ela é investigada pela Polícia de Sinop, por ter usado o nome de uma magistrada para conseguir dinheiro emprestado. Conseguiu R$ 7 mil.

Em julho, outra vítima, P.H., 52 anos, de Sorriso, registrou ocorrência contra a mãe dela, Gerdanny Chagas da Silva, a quem repassou R$ 3 mil, em troca de uma folha de cheque. Acontece que quando ele foi usar o cheque, para uma comprar de erva mata no valor de R$ 18 mil, havia sido sustado no banco. Sendo assim, ficou com o dinheiro e deu um cheque invalidado.

A Gazeta

Artigos relacionados

Fechar