NotíciasVariedades

MT terá representante no Miss Brasil Trans

Representante de Mato Grosso no concurso de beleza Miss Brasil Trans, a estudante de moda Sheron Barros, de Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, disse ter se descoberto como transexual desde os cinco anos de idade. Aos 16 anos, ela se assumiu para a família e, aos 18, começou a adotar medidas para a mudança do corpo, para ter aparência mais feminina.

Sheron trabalha como modelo. Ela afirmou já ter perdido muitas oportunidades de trabalho por preconceito.

“Já fui dispensada diversas vezes. Me sinto mal, porque eles deveriam enxergar o profissionalismo e não a nossa sexualidade”, contou.

Para ela, algumas empresas não gostam de veicular a imagem delas a uma transexual.

Sheron explica que está ansiosa para o concurso, que será realizado no dia 28 de outubro, em Belo Horizonte, e está fazendo curso de passarela e oratória.

“Quero representar nosso estado e lutar contra a transfobia”, declarou.

A jovem diz que quer ser uma inspiração para as pessoas, pois, segundo ela, muitas jovens transexuais têm medo de mostrar para a sociedade quem realmente são. “Quero ajudar quem está com medo de se assumir e aceitar quem realmente é”, disse.

Apoio da família

Sheron, que mora com o pai e a mãe, explica que, a princípio, a família não aceitava a escolha dela em se assumir como transexual, mas com aos poucos os pais foram aceitando e decidiram apoiá-la.

“No começo, eles estranharam, mas depois me apoiaram e fiquei muito feliz porque às vezes as pessoas se afastam apenas por ser um transexual”, afirmou. Além de a apoiarem nas suas decisões, os pais a tratam como mulher.

Tags

Artigos relacionados

Fechar