DestaqueNotíciasPolítica

Jayme Campos diz que escândalos de corrupção dos últimos meses mancham a imagem do Estado

Ex-governador afirma que escândalos de corrupção estão manchando a imagem do Estado

O ex-governador do Estado e atual secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, Jayme Campos (DEM) afirmou que a delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e as operações realizadas na última semana, mancham a imagem do Estado. De acordo com ele, a sociedade está desacreditada na política.

“Eu defendo que quem tenha culpa no cartório preste esclarecimentos. Mas a exposição na mídia nacional e estadual afugenta os investimentos em Mato Grosso. A sociedade passa a desacreditar na política. Entretanto aqueles que não cometeram nada ilícito, espero que a Justiça consiga provar isso para que possamos tocar a vida”, disse o democrata.

Estando em um dos partidos da base do governador Pedro Taques (PSDB), Campos defende também que o tucano reúna os aliados para discutir como o grupo deve agir, uma vez que 80% dele foi citado na delação de Barbosa e muitos foram filmados recebendo dinheiro de propina que era paga aos deputados estaduais da época em troca de apoio político ao ex-governador na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

“Novos encaminhamentos devem ser feitos. Um balanço para ver como está a base é normal porque precisamos fazer essas avaliações políticas e administrativas. E também uma reflexão de como vai ser o caminho agora nesse ano pré-eleitoral. Não podemos tomar uma decisão de forma precipitada, então é preciso conversar com o grupo e ver qual encaminhamento deve ser feito”, disse o secretário.

Um dos poucos que não foram citados, o ex-governador não descarta a possibilidade de estar na disputa do pleito de 2018. “Nas pesquisas o Jayme Campos está ali em uma faixa razoável. Aqui tem café no bule e toicinho para queimar. Não tenho envolvimento com nada. E se os partidos aliados quiserem, nós vamos avaliar a possibilidade”, brincou.

A Gazeta

Artigos relacionados

Fechar