CornetadasNotícias

Deputados pediram até mensalinho natalino, diz Silval

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) revelou em delação premiada homologada, que parte significativa dos deputados estaduais citados pediram uma espécie de 13º em vantagens indevidas, no final de ano.

Silval contou que o valor do “mensalinho natalino” era de R$ 50 mil por mês aos parlamentares. O mesmo valor teria sido pago a título de percentual em propinas de empreiteiras que realizaram as obras da Copa do Mundo de 2014.

Além das propinas, nos depoimentos à PGR, Silval declarou que os pagamentos do mensalinho funcionavam como um “cala boca” da Mesa Diretora da ALMT para que os deputados não denunciassem as fraudes na Casa de Leis e no governo.

“No final de 2010, quando fui governador, no final de todos os anos a maioria dos deputados exigia uma outra vantagem indevida em torno de R$ 70 a 100 mil reais para cada deputado, o que gerava um valor de R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão e meio”, disse Silval.

O então assessor de Barbosa, Silvio Araújo, também fez gravações de vários dos deputados recebendo os valores.

 

Artigos relacionados

Fechar