Notícias

Câmara discute alternativas para melhoria do trânsito em Cuiabá

Em alusão ao movimento Maio Amarelo, que neste ano tem o tema “Minha escolha faz a diferença”, a Câmara Municipal de Cuiabá realiza nesta segunda-feira (15), às 9 horas, uma audiência pública para discutir alternativas de melhorias na mobilidade urbana.

Os acidentes de trânsito tem sido um dos maiores problemas de saúde do país, os custos são da ordem de 60 bilhões de reais por ano. O Observatório Nacional de Segurança Viária aponta o Brasil como o quarto do Mundo com maior índice de acidentes de trânsito. Hoje o país registra uma morte a cada 12 minutos. Já na Grande Cuiabá, no primeiro trimestre deste ano, houve uma queda de 35% no número de mortes, de acordo com estatísticas da Secretaria de Estado de Segurança Pública. Foram 24 vítimas neste ano contra 37 em 2016. Também no Estado, houve uma redução, de 93 mortes em 2016 para 60 nesse ano. Apesar da queda, Mato Grosso está entre os três estados brasileiros com maior índice de mortes no trânsito a cada 100 mil habitantes, com 37,4 mortes. O Estado só perde para Tocantins e Piauí, conforme apontou o relatório “Retrato da Segurança Viária”.

De acordo com o vereador Toninho de Souza, que requereu a audiência pública para discutir melhorias na mobilidade, o encontro será uma oportunidade para algumas reflexões e questionamentos entre eles, que pedestres e motoristas nós temos em Cuiabá? O que tem motivado tantos atropelamentos? O parlamentar ressaltou ainda que, embora a intenção não seja apenas focar no comportamento das pessoas, também serão abordadas as condições da malha viária existente no município. “Apesar das fiscalizações eletrônicas, dos agentes de trânsito, os chamados “amarelinhos”, e ainda da sinalização horizontal e vertical nas ruas e avenidas, foi registrado uma redução significativa nos acidentes, mas eles ainda continuam acontecendo e o pior, tem tirado vidas. Alguns desrespeitos à vida continuam, um exemplo é a faixa de pedestres, é uma realidade na cidade, mas não é respeitada”, disse Toninho.

Estão confirmadas as presenças das principais autoridades ligadas ao setor de trânsito da Capital Mato-grossense entre elas, o Juiz de Direito Mário Kono de Oliveira do JECRIM – Juizado Especial Criminal Unificado; a promotora do Ministério Público Estadual Márcia Furlan, da 17ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá; o Major da Policia Militar Rafael Dias Guimarães que é coordenador Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública; vai contar ainda com a presença do delegado da Polícia Civil Christian Cabral, titular da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran); da Tenente Coronel Francyane Siqueira Chaves, comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário de MT, o secretário Municipal de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo. A audiência terá também o relato de familiares vítimas dessa violência de trânsito, que será representado pelo presidente da associação, Heitor Reyes, e contará ainda com o professor da UFMT Luiz Miguel Miranda, que é especialista em engenharia de trânsito, e ainda a sociedade. Além dessas autoridades e estudiosos de trânsito, a sociedade em geral estará presente para debater alternativas para frear o elevado numero de mortos e feridos em acidentes de trânsito na Capital.

Artigos relacionados

Fechar